Senai capacita quase 300 profissionais da Fibria em técnicas de segurança do trabalho

A ação teve o intuito de aperfeiçoar as técnicas e conhecimentos de segurança, além de fomentar o comportamento seguro. (Foto: Divulgação)
A ação teve o intuito de aperfeiçoar as técnicas e conhecimentos de segurança, além de fomentar o comportamento seguro. (Foto: Divulgação)

Quase 300 profissionais da Fibria em Três Lagoas participaram de capacitação de segurança em espaço confinado (NR 33) e trabalhos em altura (NR 35). O trabalho de capacitação foi realizado pelo Senai e ocorreu durante quase um mês, a ação teve o intuito de aperfeiçoar as técnicas e conhecimentos de segurança, além de fomentar o comportamento seguro.

A capacitação foi dividida em duas etapas, teórica e prática. O conteúdo teórico foi ministrado a distância, com o uso do sistema e-learning de ensino. “O treinamento foi elaborado de forma customizada tendo como referência os procedimentos da Fibria. O ambiente virtual construído pelo Senai foi equipado com fotos da fábrica e situações que encontramos em nossa rotina de trabalho quando se trata de atividades em espaço confinado e em altura, aproximando o profissional da realidade vivida em seu dia a dia”, explicou o coordenador de Higiene, Saúde e Medicina do Trabalho (HSMT), Milton Machado.

Na etapa prática, o treinamento contou com o auxílio de um simulador de espaço confinado e uma torre de andaime. No total, foram quatro horas complementares de aulas práticas, onde foram avaliadas noções de resgate e primeiros socorros.

De acordo com Machado, o uso de simuladores e exercícios práticos neste tipo de treinamento facilita a compreensão e diminui as chances de erros em casos de emergência. “O empregado tem a chance de praticar e se preparar para as situações reais, a diferença é que, no ambiente de treinamento, podemos realizar correções e auxiliá-lo, no aprimoramento ao executar a ação, sem qualquer tipo de risco”, afirmou o coordenador.

A planejadora de Manutenção, Jackeline Malaquias Chaves, participou da capacitação e confirma a importância de reciclar o conhecimento. “Eu planejo as atividades da minha equipe e preciso fazer todo o trajeto primeiro, para depois repassar. É muito importante ter a nossa atividade avaliada pelos técnicos para sabermos se há algo que podemos melhorar para mantermos a qualidade dos nossos serviços e, acima de tudo, a segurança”, disse.

Sobre a Fibria 

Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria é uma empresa 100% brasileira que procura atender, de forma sustentável, à crescente demanda global por produtos oriundos da floresta. Com capacidade produtiva de 5,3 milhões de toneladas anuais de celulose e cerca de 17 mil trabalhadores, a companhia conta com unidades industriais localizadas em Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Três Lagoas (MS), além de Eunápolis (BA), onde mantém a Veracel em joint-venture com a Stora Enso.

A Fibria possui uma área florestal de aproximadamente 968 mil hectares, localizada em seis estados brasileiros (São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia e Mato Grosso do Sul). Deste total, mais de 343 mil hectares são destinados à conservação ambiental. A companhia tem uma forte atuação no mercado externo, exportando mais de 90% de sua produção para países da Europa, Ásia e América Latina e Estados Unidos. A Fibria tem ações negociadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE). A empresa faz parte das carteiras do ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial) da BM&F Bovespa e do DJSI (Índice Dow Jones de Sustentabilidade), da Bolsa de Nova York (NYSE).

Comentários

comentários