Senai apresenta cursos e serviços na 13ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Foto Divulgação
Foto Divulgação

Com ações coordenadas em todas as unidades de Mato Grosso do Sul, o Senai apresenta os cursos a distância de iniciação profissional oferecidos pela instituição, bem como os serviços técnicos e tecnológicos disponibilizados para as indústrias do Estado durante a 13ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, coordenada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e promovida pela Sectei (Secretaria de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação) no Estado. O evento, que começou nesta quarta-feira (19) e prossegue até domingo (23) na sede da Sectei, em Campo Grande (MS), é gratuito e aberto ao público em geral, com foco em jovens e adultos, sendo que a expectativa é que cerca de duas mil alunos de escolas públicas e particulares passem pelos stands.

No espaço do Senai, técnicos falam aos visitantes sobre os cursos de iniciação profissional, voltado para aqueles que, independente do grau de escolaridade, buscam despertar o interesse pelo trabalho e se preparar para o desempenho de funções básicas e de baixa complexidade de uma profissão. “Trouxemos um simulador de retroescavadeira, que integra a metodologia de ensino dos cursos de qualificação da área da Construção Civil, e simula como a máquina funciona”, explicou o analista técnico em tecnologia e inovação do Senai, Alonso de Almeida Simões, sobre o aparelho que atrai a atenção dos jovens que passam pelo stand.

O governador Reinaldo Azambuja participou da cerimônia de abertura e, ao visitar o stand do Senai, também conheceu o simulador. “O Senai tem a expertise na formação profissional e é uma grata satisfação constatar que a entidade está investindo em inovação e tecnologia para melhor capacitar os profissionais que são colocados no mercado de trabalho”, declarou. Assim como o governador, os estudantes que visitaram o stand do Senai também fizeram questão de utilizar o simulador. “Já estou aprendendo a dirigir essa máquina”, disse o estudante Jeferson de Oliveira Martins, aluno do 6º ano do Ensino Fundamental, depois de passar pelo simulador.

Realidade aumentada

Quem visitar o stand do Senai também poderá conhecer como funciona o aplicativo para smartphone “RA Automação”, uma espécie de leitor que, ao ser aproximado de determinados conteúdos das apostilas de cursos, cria uma realidade aumentada. Essa tecnologia já é utilizada no aprendizado há algum tempo, como no caso do curso técnico em automação industrial, em que, por meio do aplicativo de RA, os livros ganham vida e os alunos podem utilizar a câmera do celular ou tablet para reconhecer marcadores impressos nos livros didáticos e, assim, ter acesso aos conteúdos técnicos, simuladores, vídeos e imagens em 3D animados, que possibilitam interagir com o conteúdo.

Após baixar o aplicativo e ter em mãos os livros didáticos impressos, o aluno visualiza uma relação de objetos classificados em função dos diferentes livros do curso, volumes e páginas, para que possa facilmente identificar para qual figura você deverá apontar a câmera do seu dispositivo móvel. Feito isto, o aluno já pode visualizar novos objetos de aprendizagem multimídia, que estarão sobrepostos à figura impressa. Em casa, o aluno pode montar um diagrama elétrico, por exemplo, tirar uma foto e enviá-la ao professor para avaliação. Também pelo aplicativo o professor dá retorno sobre o desempenho dos alunos e, se isso for feito com a turma inteira, os alunos recebem medalhas e aparecem em um ranking.

Comentários

comentários