Senador Caiado falta a enterro da sogra para ir a julgamento de Dilma no Senado

(foto: Reprodução do facebook)
(foto: Reprodução do facebook)

Um dos mais ferrenhos opositores da presidente Dilma Rousseff (PT), o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) vai deixar de ir ao enterro da sogra nesta segunda-feira para ouvir o depoimento e questionar a petista no Senado.

O senador do DEM já está presente na Casa, segundo informaram em seu gabinete. De acordo com a assessoria do parlamentar, Odete Carvalho, a sogra dele, morreu às 4h30 de infarto em Salvador, onde morava. Ela tinha 88 anos e será cremada às 17h30.

Caiado teria decidido permanecer em Brasília para participar do julgamento do impeachment atendendo a um apelo da família.
Por volta das 8h, o senador postou uma foto em homenagem à sogra, que chamou de “mãe.

“Gracinha, meu amor, seus irmãos Décio e Patrícia, e os netos e parentes de Dona Odete insistiram muito para que eu ficasse em Brasília hoje. Dona Odete sempre me acompanhou pela TV e estava ansiosa por um desfecho que ajudasse o País”, registrou.

O senador completou dizendo que o “sacrifício” seria pelo bem do país. “É pelo Brasil e por minha família que vou fazer esse esforço, apesar de minha cabeça estar em Salvador. Descanse em paz, minha mãe”, disse.

Comentários

comentários