Senado cassa mandato de Delcídio do Amaral por 74 votos a 0

O Plenário do Senado aprovou a cassação do mandato do senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) nesta terça-feira (10). O placar da votação foi de 74 votos a favor, nenhum contra e 1 abstenção.

Delcídio do Amaral pediu desculpas pelo constrangimento causado ontem em audiência da Comissão de Constituição e Justiça Foto: Wikimedia / O Financista
Delcídio do Amaral pediu desculpas pelo constrangimento causado ontem em audiência da Comissão de Constituição e Justiça
Foto: Wikimedia / O Financista

Ontem, em reunião extraordinária da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), os senadores aprovaram o parecer do relator Ricardo Ferraço (PSDB-ES) pela continuidade do processo de cassação.

O pedido de cassação de Delcídio por quebra de decoro parlamentar foi feito após o senador ter sido preso, em novembro do ano passado, por obstrução da Justiça no âmbito da Operação Lava Jato.

O senador foi flagrado tentando atrapalhar as investigações em conversa com o filho do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, oferecendo propina pelo seu silêncio.

Nesta segunda-feira (9), o senador foi à audiência da CCJ para fazer sua defesa. Ele pediu desculpas pelo constrangimento causado e afirmou que a acusação de obstrução da Justiça não é motivo suficiente para perda do mandato. “Eu não roubei, não desviei dinheiro, não tenho conta no exterior. Estou sendo acusado de quê? De obstrução da Justiça”, disse.

“E obstrução da Justiça quando eu, como líder do governo, inadvertidamente, volto a repetir, peço desculpas, errei, mas agi a mando”, afirmou. Delcídio disse que a tentativa de atrapalhar as investigações foi feita a pedido do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva e da presidente Dilma Rousseff. (TERRA)

Comentários

comentários