Sem favoritismo, Neymar concorre nesta 2ª a melhor jogador do mundo

Sete anos depois, um brasileiro voltará a subir, nesta segunda (11), no palco da festa de gala que a Fifa promove anualmente para anunciar o melhor jogador do mundo.

Neymar, 23, foi pela primeira vez indicado entre os três finalistas. No entanto, não é o favorito para vencer —ele concorre com Lionel Messi, 28, seu parceiro no Barcelona, e o português do Real Madrid Cristiano Ronaldo, 30. O evento começa às 15h30 (de Brasília), em Zurique, na Suíça, e o argentino é o favorito.

Ele foi pela primeira vez indicado entre os três finalistas. (Foto: Folhapress)
Ele foi pela primeira vez indicado entre os três finalistas. (Foto: Folhapress)

Mesmo assim, o Brasil volta a ter um membro na premiação que sempre protagonizou, tendo números superiores a qualquer outro país.

A indicação de Neymar é a 15ª de um brasileiro entre os finalistas. Em segundo lugar na lista de mais indicações estão França, Argentina e Portugal, empatados com dez indicações cada um.

O Brasil também foi o que mais venceu, com oito troféus para cinco atletas diferentes –Romário, Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho e Kaká, sendo este o último a ser finalista e ganhar, em 2007.

Com exceção de Romário, que ganhou em 1994, mas não venceu em sua primeira indicação (perdeu para o italiano Roberto Baggio em 1993), todos os outros brasileiros vencedores faturaram o prêmio logo na primeira vez que estiveram entre os finalistas, o que não deve ocorrer com Neymar nesta segunda.(Folha.com)

 

Comentários

comentários