Sem contraproposta, professores definem greve nesta terça-feira

Os professores Reme (Rede Municipal de Ensino) decidem na manhã desta terça-feira (26), durante assembleia da categoria na ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública), se iniciam a greve imediatamente ou na quinta-feira, 28. O prazo para o prefeito, Alcides Bernal (PP), enviar uma resposta à proposta de reajuste venceu nesta segunda-feira (25).

26prof

Os professores esperavam que o prefeito enviasse uma contraproposta de reajuste até esta segunda-feira. “A prefeitura não respondeu nenhum dos 11 ofícios que encaminhamos”, disse o professore Lucílio Nobre, presidente da ACP.

Contudo, se o Poder Executivo encaminhar proposta ainda nesta manhã, ela poderá ser avaliada durante a assembleia e, se for aceita, a greve poderá ser descartada. Os professores cobram 13,01% de reajuste referente ao ano passado e 11,36% deste ano.

No início do mês, o prefeito encaminhou um projeto de lei de reajuste aos 22 mil servidores municipais. No entanto, como a forma de pagamento do reajuste de 9,57% não foi bem negociada com os sindicatos do funcionalismo, os vereadores rejeitaram o projeto.

Com isso, a prefeitura ficou impedida de reenviar outra proposta ao Legislativo por conta da legislação eleitoral, que proíbe reposição salarial maior que a inflação do ano da eleição seis meses antes do pleito.

Comentários

comentários