Segundo turma do STF ratifica prisões de Delcídio e do banqueiro André Esteves

A Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal referendou, por unanimidade, hoje (25), em sessão extraordinária, as prisões preventivas do senador Delcídio Amaral (PT-MS) e do advogado Edson Ribeiro, além das prisões temporárias do banqueiro André Esteves, do Banco BTG Pactual, e do chefe do gabinete do senador, Diogo Ferreira.

Ministros ratificam prisões (Foto: Divulgação)
Ministros ratificam prisões (Foto: Divulgação)

As prisões foram autorizadas, na noite de ontem (24), pelo ministro Teori Zavascki. Segundo o relator, não haveria outros meios de se preservar as investigações, que não sejam as prisões, uma vez que, conforme relatou o Ministério Público Federal, os envolvidos estariam pressionando o ex-diretor Internacional da Petrobrás, Nestor Cerveró, a desistir de firmar acordo de delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato.

As decisões do ministro Teori Zavascki foram ratificadas integralmente pelos votos dos ministros Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Celso de Mello e Dias Toffoli.

AGÊNCIA BRASIL

Comentários

comentários