Secretário defende lisura de processo licitatório para locação de veículos do Bope

Em entrevista ao programa Tribuna Livre, da Capital FM, e ao portal Página Brazil, o secretário de Administração e Desburocratização de Mato Grosso do Sul, Carlos Alberto de Assis, defendeu que o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) “administra com o plano de governo debaixo do braço”, visando a atender às promessas de campanha, mas que “não se pode colocar uma faca no pescoço do governo para se exigir que o que precisa ser realizado durante todo o mandato de quatro anos seja cumprido em poucos meses.”

Secretário defendeu à lisura do processo licitatório e importância da experiência de locação de viaturas para a Segurança Pública do Estado – Foto: Silvio Ferreira

Assis falou ainda de diversas medidas adotadas ou em estudo pelo governo estadual. Na área de segurança, o secretário comentou o questionamento feito por uma empresa participante do processo licitatório para a locação de veículos que serão utilizadas como viaturas para o Bope (Batalhão de Operações Especiais), da Polícia Militar, levantando dúvidas sobre o processo de pregão para a locação dos veículos, reafirmando à lisura do processo.

Assis frisou que a iniciativa de questionar o processo “é um direito da empresa que perdeu a licitação, mas a Justiça já validou a operação. Agora, o que realmente importa, é a verificação que faremos a partir da experiência com as viaturas do Bope –  que é batalhão que mais precisa dos veículos no momento -, se a locação de veículos será economicamente viável e se o sistema trará o benefício que esperamos para a promoção da Segurança Pública no Estado: viaturas novas, sempre em condições de uso ou prontamente substituídas, devidamente caracterizadas, à serviço da população, o que inclusive, reforça à moral do contingente”, defendeu.

Silvio Ferreira

Comentários

comentários