Secretário afirma que reajuste dos professores da Reme foi de 85,4%

O secretário de administração, Wilson do Prado,, que responde interinamente pela pasta da Educação, está neste momento sendo ouvido na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Contas Públicas.

Secretário Wilson do Prado durante CPI das Contas Públicas Foto Luana Campos
Secretário Wilson do Prado durante CPI das Contas Públicas Foto Luana Campos

Ele apresentou os números mostrando que os gastos com a folha do magistério cresceram 95% entre 2012 e 2015, passando de R$ 20,7 milhões para R$ 40,4 milhões por mês. O aumento é reflexo do reajuste nos salários, da elevação do valor do piso de 40 horas para 20 horas e a destinação de 1/3 das aulas para atividade extra classe.

Durante depoimento à CPI ele contabilizou que apenas no quesito reajuste, os professores acumulam aumento de 85,41% nos salários, reflexo da política aprovada no último ano de gestão de Nelsinho Trad (PMDB).
O secretário frisou ainda que houve aumento de 77% no número de docentes na rede municipal. Em 2011, as escolas municipais tinham 4.934 professores. Atualmente, o quadro é de 8.754 docentes.

Também estão no plenário os vereadores Edil Albuquerque (PMDB), líder do prefeito Gilmar Olarte, Delei Pinheiro (PSD), primeiro-secretário e o presidente da Casa, Mário Cesar (PMDB). A CPI é composta pelos vereadores Eduardo Romero (presidente, PT do B), Airton Saraiva (relator, DEM), Paulo Pedra (PDT), Thais Helena (PT) e Vanderlei e Cabeludo (PMDB).

ACP

Os professores da Reme (Rede Municipal de Ensino) vão realizar greve de 24 horas nesta terça-feira (19) e devem deixar 101 mil estudantes sem aulas. Eles exigem o reajuste de 13,01%

Amanhã às 7h será realizada uma assembleia sobre o indicativo de greve dos professores da rede municipal de educação. Após a assembleia os professores vão para a Câmara Municipal.

Comentários

comentários