Se Trump for eleito, economia brasileira regredirá, dizem analistas

A eventual vitória do republicano Donald Trump na eleição presidencial dos Estados Unidos, na terça-feira (8), traria uma série de consequências negativas para a economia brasileira, como saída de capital, prejuízos para o comércio exterior e redução do crescimento econômico.

Especialistas consultados pela agência de notícias Reuters afirmaram ser difícil fazer previsões quantitativas sobre esse cenário, mas foram unânimes ao afirmar que as consequências poderiam ser desastrosas, incluindo para os mercados financeiros, diante do perfil impulsivo e imprevisível de Trump, que já falou que tomaria diversas ações radicais se chegar à Casa Branca.

“Já a partir de 2017 o crescimento brasileiro seria abalado porque o Brasil seria atingindo por vários canais. Além do menor crescimento dos Estados Unidos, a China deve desacelerar e a confiança seria abalada”, afirmou a economista e sócia da consultoria Tendências, Alessandra Ribeiro.

Apesar da melhora nas pesquisas para Hillary, uma vitória de Trump não pode ser descartada (Foto: Divulgação)
Apesar da melhora nas pesquisas para Hillary, uma vitória de Trump não pode ser descartada (Foto: Divulgação)

O risco de vitória de Trump tinha ficado para trás até que há dez dias o FBI avisou o Congresso dos EUA sobre nova investigação de e-mails da candidata democrata Hillary Clinton relacionados com o uso de um servidor pessoal quando era secretária de Estado, acirrando novamente a disputa.

Com esses temores, o Brasil poderia ter maior dificuldade no processo de ajuste fiscal, por conta do baque econômico que o mundo sofreria.

Com Trump na Presidência, os EUA devem crescer menos no ano que vem, puxando para baixo o mundo e dificultando a recuperação esperada para a economia brasileira e, consequentemente, gerando menos receitas.

Outro efeito seria o comércio mundial. Trump já deixou claro que poderia tornar a economia norte-americana mais fechada, criando mal-estar ao afirmar que quer expulsar imigrantes ilegais do pais, notadamente latinos.

Comentários

comentários