Saúde confirma 17ª morte por dengue em MS

Mais uma morte em decorrência da dengue foi confirmada pela secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul, nesta quarta-feira (6). Com este caso, total de 17 pessoas morreram vítimas da doença em 2015.

17dengue

De acordo com a SES, a vítima era uma mulher de 59 anos que sofria de doenças crônicas. O caso dela entra na contagem de 2015 já que a coleta foi feita em novembro. Além disso, outras duas mortes suspeitas são investigadas, um em Caarapó e o outro em Ponta Porã.

O boletim informa também que foram notificados 746 casos nessa semana. Em 2015, foram notificados 44.253 casos de dengue. Conforme o levantamento de dados, 74 municípios do estado estão com alta incidência, quatro tem média incidência e apenas Batayporã está com baixa incidência.

Mato Grosso do Sul foi o Estado com maior incidência de dengue nos meses de novembro e dezembro do ano passado e por esse motivo foi escolhido para lançamento de campanha nacional de combate à doença.

A prefeitura de Campo Grande aprovou um plano de contingência para combater possível epidemia de dengue, chikungunya e Zika vírus no município no ano de 2016. Conforme o Conselho Municipal de Saúde, foram recebidos incentivos de R$ 37.677,329 milhões para as ações dentro da gestão da vigilância da saúde.

Em apenas duas semanas, a SES registrou 3.935 novos casos de dengue no Estado, um aumento de 9,6%. Conforme o boletim divulgado pela secretaria, as notificações saltaram de 40.588 no último dia 23 de dezembro para 44.523 nesta semana.

Em 2015, foram confirmadas três mortes por dengue em Campo Grande, três em Dourados e duas em Sonora. Os municípios de Corumbá, Coxim, Juti, Itaporã, Paranhos, Três Lagoas, Maracaju e Miranda registraram um óbito pela doença cada um.

Comentários

comentários