São Paulo confirma, e Rogério Ceni renova até o fim do ano

A renovação que era esperada nos últimos dias aconteceu, e Rogério Ceni, 42, desistiu da aposentadoria pela terceira vez e renovou seu contrato com o São Paulo até o fim de 2015.

Segundo o presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, o contrato foi assinado na noite desta quinta-feira. Inicialmente, o goleiro deixaria os gramados no dia 26 de julho, contra o Cruzeiro. O contrato atual se encerraria no dia 5 de agosto.

Rogério Ceni continua no gol do São Paulo até dezembro - Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net
Rogério Ceni continua no gol do São Paulo até dezembro – Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

“O São Paulo tem a alegria de anunciar a prorrogação do contrato do Rogério Ceni até dezembro deste ano. O Rogério tem sido uma figura extremamente importante para o time, um líder, um atleta dedicadíssimo”, disse Aidar após o treino desta sexta-feira.

Segundo o dirigente, ainda é cedo para falar em uma quarta renovação, caso o São Paulo consiga uma vaga na Libertadores. Além disso, Aidar exaltou a participação nas últimas duas prorrogações.

“Estou muito feliz por participar das duas renovações. A de dezembro de 2014 que levou até agosto de 2015 e agora que leva até dezembro. Vou colocar no meu currículo isso. Eu renovei duas vezes o contrato do Rogério”, afirmou Aidar.

A renovação do contrato causou polêmica nesta semana. Na última terça-feira, o presidente disse que a permanência de Rogério seria boa também para o marketing do clube. O goleiro, dessa forma, poderia participar de ações, com a renda revertida para o São Paulo.

Após o clássico contra o Santos, Rogério fez críticas à possibilidade. Segundo ele, ele gostaria de jogar até dezembro por causa do trabalho e não por marketing. Depois da declaração, Aidar voltou atrás e disse que apenas o lado técnico contava na renovação.

Novela

Em novembro do ano passado, Rogério adiou a aposentadoria ao anunciar que jogaria até agosto. A ideia era jogar a última Libertadores. Se o time vencesse, o contrato poderia ser renovado até dezembro. A eliminação diante do Cruzeiro, nas oitavas de final, atrapalhou os planos.

Após a queda, no entanto, Rogério teve seu nome gritado pelos torcedores no desembarque. O goleiro foi um dos destaques da partida. Na decisão por pênaltis, defendeu as cobrança do zagueiro Manoel e do atacante Leandro Damião, além de converter uma das penalidades. Mesmo assim, o São Paulo perdeu por 4 a 3.

O goleiro já disputou 1.214 partidas pelo São Paulo, em quase 25 anos no clube. O camisa 1 marcou 128 gols e ocupa o 10º lugar entre os maiores artilheiros da história do clube.

Com a renovação, o ídolo são-paulino pode fazer até 43 partidas pelo clube. O São Paulo fará mais 33 jogos no Campeonato Brasileiro, e, se chegar à final da Copa do Brasil, entrará em campo mais oito vezes. Rogério pode, nesse caso, conquistar um título inédito na carreira.

Comentários

comentários