Santos recusa sugestão e faz segundo jogo na Vila; Palmeiras joga em casa

O Santos bateu o pé no conselho arbitral da Federação Paulista de Futebol realizado nesta segunda-feira e fará o jogo decisivo do Campeonato Paulista, contra o Palmeiras, na Vila Belmiro. Apesar de ter recebido a sugestão da FPF de mandar a segunda partida das finais no Pacaembu, o Peixe decidiu ouvir seu grupo de jogadores e comissão técnica para atuar em sua cidade. O primeiro jogo, também segundo decisão desta segunda, será no Allianz Parque. As rendas dos duelos não serão dividas entre os clubes, ficando 100% do montante da bilheteria para o time mandante.]

Allianz Parque recebe o primeiro jogo da final (Foto: Ari Ferreira/LANCE!Press)
Allianz Parque recebe o primeiro jogo da final (Foto: Ari Ferreira/LANCE!Press)

Modesto Roma Júnior, presidente do Santos, esteve na sede da FPF nesta segunda, e brincou sobre o “peso” do pedido de seus jogadores para jogarem a finalíssima na Vila Belmiro.

– Peso médio deles deve ser de uns 80 kg. Juntos, deve dar quase uma tonelada, viu? Mas é pesado, os jogadores deram sua opinião, seu ponto de vista. A torcida deu seu ponto de vista. Temos de ouvir todos, o sócio, o torcedor, o jogador, a diretoria e decidimos pelo melhor para o Santos – comentou o mandatário alvinegro.

– Fizemos o cálculo e chegamos à conclusão de que, financeiramente, é melhor jogar na Vila Belmiro. Tudo isso (suposta vantagem técnica do Santos em jogar na Vila) é importante, mas há também a questão da premiação para o time campeão. Então financeiramente também é um bom negócio – acrescentou o presidente.

O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, também ao conselho arbitral. Em conversa com a imprensa, ele se limitou a comentar com apenas uma frase a escolha do Peixe em mandar o segundo jogo das finais do Estadual na Baixada Santista.

– Normal, o Santos tem direito em jogar na sua casa – disse o mandatário alviverde.

Santos e Palmeiras avançaram às finais após eliminarem São Paulo e Corinthians, respectivamente, nas semifinais. Na Arena Corinthians, palco onde o time da casa está invicto desde a derrota na inauguração, em maio de 2014, o Verdão conseguiu um empate em 2 a 2 no tempo normal, mas venceu por 6 a 5 nas cobranças de pênalti. Já na Vila Belmiro, o Peixe resolveu no tempo normal com uma vitória por 2 a 1 sobre o Tricolor.

Agora, Palmeiras e Santos se enfrentam nos dois próximos domingos, 26 de abril e 3 de maio, às 16h. O duelo apelidado de “Clássico da Saudade”, em razão dos embates memoráveis dos anos 60 e 70, não decide um Campeonato Paulista desde 1959.

LANCEPRESS!

Comentários

comentários