Russa ex-top 3 em simples e duplas anuncia aposentadoria do tênis

Petrova manteve a excelência tanto nos simples quanto nas duplas (Foto: Ray Giubilo/Fila)

Após uma longínqua carreira de 19 anos no tênis profissional, a russa Nadia Petrova anunciou sua aposentadoria do esporte nesta quarta-feira. Ex-número três do ranking da WTA tanto em simples quanto nas duplas, Petrova vinha lutando contra uma lesão no quadril desde 2014.

“Eu posso não mais competir, mas nunca estarei longe das quadras. Joguei e malhei, mas toda vez que tentei subir um degrau para trabalhar no nível das competições, meu corpo não aguentou. É difícil quando você tem todas essas dores e tem que entrar em quadra para jogar o seu melhor”, afirmou a tenista em uma entrevista à WTA. Sua aposentadoria vem pouco depois do anuncio de parada também, de uma antiga rival, Ana Ivanovic, que também admitiu problemas com sua forma física.

Aos 34 anos, Petrova chegou a seu ápice na carreira mais de dez anos atrás, quando foi número três nas duplas em 2005 e no simples em 2006. A russa conquistou 37 títulos da WTA, sendo 13 enquanto jogava sozinha.

“Todos os atletas profissionais são perfeccionistas, então nós estamos sempre nos exigindo 100% de nós mesmos. Para jogar seu melhor você precisa focar no jogo e não em coisas que estão te incomodando fisicamente”, acrescentou a russa.

Nos simples, Nadia chegou duas vezes na semifinal de Roland Garros (2003 e 2005), mas não venceu nenhum título de Grand Slam. Em 2006, a tenista chegou ao Slam francês com uma sequência de 15 vitórias seguidas, mas uma lesão na coxa a tirou da competição prematuramente.

Já nas duplas, Petrova venceu dois WTA Finals (2004 com Meghan Shaughnessy e 2012 com Maria Kirilenko) e chegou em duas finais de Grand Slam (Aberto dos EUA 2010 com Liezel Huber e Roland Garros 2012 com Maria Kirilenko). A russa também foi medalhista de bronze nas duplas dos Jogos de Londres 2012.

Matéria: Gazeta Esportiva

Comentários

comentários