Rumo ao Uruguai, São Paulo espera vitória para não depender do Corinthians

Rogério Ceni foi com a delegação na manhã desta terça-feira (Foto: Bruno Grossi)
Rogério Ceni foi com a delegação na manhã desta terça-feira (Foto: Bruno Grossi)

Só a vitória interessa ao São Paulo no duelo contra o Danubio (URU), nesta quarta-feira, em Montevidéu, pela fase de grupos da Libertadores. Foi com esse pensamento que a equipe embarcou rumo à capital uruguaia, na manhã desta terça-feira. O grupo viajou sem Denilson, suspenso, Wesley, que não está inscrito, e Alan Kardec, machucado. Luis Fabiano, recuperado de lesão, também viajou, assim como o volante Souza e o meia Michel Bastos, que chegaram atrasados ao aeroporto de Guarulhos.

Confirmado na equipe titular, o meia Paulo Henrique Ganso reforçou a importância de a equipe voltar ao Brasil com os três pontos para não depender do rival Corinthians. Para o camisa 10, o São Paulo não pode nem pensar em perder pontos para o Danubio.

– Exatamente (vencer para não depender do Corinthians). Temos de fazer nossa parte, que é trazer a vitória. Não podemos perder pontos para uma equipe que já está praticamente eliminada – afirmou o meia, no aeroporto de Guarulhos, antes de embarcar.

– A gente não pode perder pontos para essa equipe. Temos de continuar com a mesma determinação, a raça e a concentração que tivemos nesses dois últimos jogos – reforçou o meia, citando as vitórias sobre Portuguesa e Red Bull Brasil, ambas sob o comando do interino Milton Cruz.
Rogério Ceni também falou da importância de uma vitória no Uruguai, seja pelo placar que for.

– O importante é ganhar, independente do número de gols. Se possível, conseguir fazer gols, mas primeiro armar a vitória – analisou Ceni.

A preocupação do São Paulo em vencer a qualquer custos é justificável. Isso porque, empatando ou perdendo, passa a depender de uma vitória do Corinthians sobre o San Lorenzo (ARG), na próxima quinta-feira, para não se complicar de vez na competição sul-americana.

São Paulo e San Lorenzo dividem a vice-liderança do grupo com seis pontos, seis a menos do que o líder Corinthians. Na última rodada, os argentinos terão vida teoricamente mais fácil, já que recebem o Danubio em casa, enquanto o Tricolor terá o clássico contra o Corinthians, no Morumbi.

Comentários

comentários