Rota bioceânica: seminário debate implementação e incremento econômico dos quatro países

O seminário sobre a Rota Bioceânica que será realizado nesta quinta(29) e sexta-feira (29) em Campo Grande vai tratar das ações pendentes para a conclusão do corredor rodoviário que sai de Mato Grosso do Sul e segue até o porto de Antofagasta, no Chile. Representantes de quatro países sendo Brasil, Paraguai, Chile e Argentina, estarão na Capital discutindo soluções para a concretização do projeto.

Foto: Chico Ribeiro.
Secretário de Governo e Gestão Estratégica (Segov), Eduardo Riedel Foto: Chico Ribeiro.

De acordo com o Secretário de Governo e Gestão Estratégica (Segov), Eduardo Riedel, durante o seminário serão discutidas as soluções pontuais e concretas para cada uma das ações que ainda precisam ser executadas, com o objetivo de colocar a rota em funcionamento o mais breve possível.

“Vamos colocar em discussão os pontos chaves que ainda faltam concretizar, que são a construção da ponte ligando Porto Murtinho a Carmelo Peralta. O acordo para a obra foi formalizado entre Brasil e Paraguai no último dia 8. Também entra em pauta o asfaltamento no Paraguai, que é a maior parte do trajeto, e o término do asfaltamento na Argentina, que são somente 30 quilômetros e já está em andamento. Tenho certeza que nesses dois dias vamos avançar bastante”, declarou Riedel.

O secretário reforçou a importância da criação da rota com base em estudos que apontam a saída pelo rio Paraguai como o melhor caminho para as riquezas de MS. O grupo de trabalho vai debater ainda ações para dar liberdade e segurança jurídica aos empresários que vão utilizar a rota.

“É um trabalho bastante complexo. A Receita Federal e a Polícia Federal estão presentes,  estamos pensando na criação de sistemas de melhoria e acesso rápido à questão aduaneira. Esperamos que as propostas evoluam de maneira muito rápida. Nosso objetivo é criar vantagens competitivas e alavancar a economia do nosso Estado”, finalizou Riedel.

O evento será realizado no Hotel Deville e contará com a participação do governador Reinaldo Azambuja; do integrante do grupo de trabalho, Secretário de Infraestrutura Marcelo Miglioli; o ministro dos Transportes do Brasil, Maurício Quintella Lessa; o Ministro de Indústria e Comércio do Paraguai, Gustavo Leite; ministro de Relações Exteriores do Paraguai, Eladio Loizaga; vice-ministro de Obras Públicas e Comunicação do Paraguai, Juan Agustín Perez; Ministro do Interior, Obras Públicas e Habitação da Argentina, Rogelio Frigerio; Ministro de Obras Públicas do Chile, Alberto Undurraga; vice-ministro de Relações Exteriores do Chile, Edgardo Riveros.

 

Comentários

comentários