Rose Modesto destaca parceria que coloca estudantes universitários no mercado de trabalho

Em entrevista ao programa Tribuna Livre, e ao portal Página Brazil, a vice-governadora de Mato Grosso do Sul, que responde também pela Secretária de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (sedhast), Rose Modesto (PSDB), apresentou a inclusão do Programa Vale Universidade no processo de seleção de inverno de acadêmicos em universidades particulares do Estado.

Foram criadas 500 (quinhentas) novas vagas dentro do programa Vale Universidade (que inclui o Vale Universidade Indígena), do governo estadual. Rose Modesto destacou que a oferta de bolsas para acadêmicos já havia ocorrido no vestibular de verão, mas é inédito no processo do vestibular de inverno. Rose Modesto, que é professora de formação, destacou a importância da iniciativa, “ainda mais diante de um quadro de redução, por parte do governo federal, do Fies (Fundo de Investimento Estudantil)”. A vice-governadora informou que as bolsas estarão disponíveis para os acadêmicos selecionados, ainda em agosto.

Destacando a preocupação do governo Reinaldo Azambuja (PSDB) com a área da Educação, ela lembrou: “Eu fui aluna bolsista e sendo de família financeiramente humilde, só consegui terminar o meu curso por poder contar com a bolsa”. “Nós sabemos a dificuldade de quem estuda para financiar os seus estudos e por isso o governo do Estado está preocupado em ampliar o programa.

Modesto orientou os interessados a se cadastrarem pelo site: http://www.sedhast.ms.gov.br/programa-vale-universidade/ de 3 de julho a 3 de agosto. Para se inscrever no programa, o candidato deve se inscrever em instituição de ensino reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação e Cultura), não pode ter renda individual acima de R$1.446,00, e familiar acima de R$2.884,00. Deve ter ainda disponibilidade para estágio de 20 horas semanais em contrapartida para o financiamento estudantil. Pelo programa, o custo dos cursos são assumidos em 70% pelo governo do Estado, em 20% pela instituição de ensino e em 10% pelos estudantes.

Citando os cerca de 2.000 acadêmicos que se inscreveram no processo seletivo de janeiro, superando o número de vagas, que acabaram não conseguindo o benefício, Rose Modesto explicou que o governo firmou um compromisso com o CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola) para utilizar prioritariamente o cadastro de candidatos que não obtiveram à bolsa, nos programas de estágio da instituição. A vice-governadora orientou ainda aos acadêmicos que participaram do processo seletivo em janeiro a procurarem a Casa do Trabalhador, da Funtrab (Fundação de Trabalho de Mato Grosso do Sul), para facilitarem sua colocação no mercado.

Serviço:

CIEE: R. Rio Grande do Sul, 210, Jardim dos Estados – Tel.:(67) 3318-0400
Funtrab: Rua 13 de Maio, 2773, Centro – Tel.:(67) 3320.1400 (antigo prédio da CEF)

Silvio Ferreira

Comentários

comentários