Rosario faz três gols, dá “olé” e elimina Grêmio da Libertadores

O Rosario Central fez valer a sua vantagem dentro do Gigante de Arroyito: não deu chances ao Grêmio. Aplicou 3 a 0 e se classificou para a próxima fase, deixando o Grêmio eliminado nas oitavas de final da Copa Libertadores.

Giuliano lamenta derrota do Grêmio (Foto: AFP)
Giuliano lamenta derrota do Grêmio (Foto: AFP)

O plano do Grêmio era atacar com força, inverter o jogo e adiantar a marcação. O problema é que esse plano proporcionou alguns espaços significativos para o Rosario Central, que foram aproveitados logo no início da partida: Montoya conduziu a bola pela intermediária direita e fez um belo cruzamento para Marco Ruben, que se antecipou a Fred e chutou. Grohe defendeu, mas a bola parou dentro do gol: 1 a 0 para a equipe argentina.

Neste momento, o Grêmio precisava dos mesmos dois gols que eram necessários antes da partida para classificar. Também por isso, a ideia de jogo não mudou: a equipe tricolor seguiu utilizando com força os lados do campo para atacar, especialmente com tabelas entre Ramiro e Miller Bolaños pelo lado direito. Aos 18 minutos, Ramiro fez um cruzamento na cabeça de Giuliano, no primeiro poste. O goleiro Sebastián Sosa salvou.

Aos 23, porém, o Grêmio sofreu um duro revés. Cervi conseguiu driblar dentro da área e foi calçado por Marcelo Hermes dentro da área: pênalti. Marco Ruben cobrou com força, no ângulo direito de Marcelo Grohe: 2 a 0.

Nos minutos seguintes do primeiro tempo, o Rosario Central recuou bastante, apesar dos pedidos estridentes de Eduardo Coudet para o time avançar. O Tricolor Gaúcho, entretanto, não conseguia finalizar ao gol. Fred bateu uma bola forte nas mãos de Sosa aos 34 minutos do primeiro tempo. Aos 42 minutos, o Grêmio conseguiu um bom ataque: depois de uma extensa troca de passes em frente à área, Luan passou para Marcelo Hermes, que bateu cruzado, rasteiro, mas para fora.

“Tem tempo, estamos bem no jogo. Tomamos dois gols por bobeira nossa”, afirmou o volante e capitão Maicon no intervalo da partida.

No segundo tempo Roger substituiu Douglas por Pedro Rocha, tentando aumentar a velocidade no ataque. Com esse aumento da velocidade, veio a pressa e os erros de passes. Nos primeiros minutos, o Rosario Central se impunha em campo: mesmo com bem menos ímpeto ofensivo, dominava a equipe gremista. Aos 11 minutos, Fernandez cruzou e a bola passou muito perto do gol de Grohe. No escanteio, Donatti se deslocou e cabeceou livre: 3 a 0.

Miller Bolaños saiu para a entrada de Bobô aos 17 minutos. O Imortal, porém, estava no chão: o time não conseguia mais encaixar ataques, enquanto o Rosario Central matava tempo, satisfeito com o resultado.
Aos 27 minutos, o time argentino quase conseguiu o quarto gol: Germán Herrera dividiu com Marcelo Grohe, que saiu da área, e a bola sobrou para Marco Ruben. Ele correu para a lateral da área e tentou cruzar para a cabeça de Herrera, mas Fred afastou.

Aos 32 minutos, o Grêmio conseguiu a sua melhor chance no segundo tempo: Maicon tabelou com Bobô e chutou forte, mas Sosa espalmou para fora. Nos minutos finais, o Rosario trocava passes, enquanto a torcida cantava “olé”. Os “hermanos” estão classificados e encaram o Atlético Nacional nas quartas de final da Copa Libertadores.

FICHA TÉCNICA ROSARIO CENTRAL 3 X 0 GRÊMIO


Local: 
Estádio Gigante de Arroyito, em Rosário (Argentina)
Horário: 19h15 (de Brasília)
Público e Renda: não divulgados
Árbitro: Enrique Cáceres (Paraguai)
Assistentes: Carlos Cáceres e Dario Gaona (Paraguai)
Gols: Marco Ruben aos 4 e aos 23 minutos do primeiro tempo, Donatti aos 11 minutos do segundo tempo (Rosario Central)
Amarelos: Musto (Rosario Central); Geromel, Maicon (Grêmio)

ROSARIO CENTRAL: Sosa; Salazar, Burgos, Donatti e Pinola; Musto (Romero), Montoya (Álvarez), Cervi e Fernández; Herrera e Marco Ruben (Lo Celso). Técnico: Eduardo Coudet

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Ramiro, Geromel, Fred e Marcelo Hermes; Walace, Maicon, Giuliano, Douglas (Pedro Rocha) e Luan; Miller Bolaños (Bobô) Técnico: Roger Machado

Comentários

comentários