Ronan Feitosa, ex-assessor de Olarte é preso no Pará

Foi preso ontem à tarde, 20 dias depois de desaparecer, o ex-assessor de Gilmar Olarte, Ronan Feitosa de Lima. Ele foi detido na cidade de Tracuateua, na região nordeste do Pará.

Ronan Feitosa, após interrogatório no Tribunal de Justiça
Ronan Feitosa, após interrogatório no Tribunal de Justiça

De acordo com a PM/PA, Ronan foi detido durante uma abordagem de rotina da polícia. Ele estava na frente da casa de amigos e não resistiu a prisão. Como a cidade é pequena, Ronan foi levado para um município vizinho chamado Capanema, há aproximadamente 30 quilômetros de onde estava antes.

Nesta cidade, está localizada a delegacia Regional da Polícia Civil da região, onde devem ser iniciado o processo de transferência de Ronan para Mato Grosso do Sul.

Feitosa é réu em processo por lavagem de dinheiro e corrupção passiva junto com o prefeito afastado Olarte. No dia 31 de agosto ele teve a prisão decretada pelo relator do processo, desembargador Luiz Cláudio Bonassini da Silva, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. O magistrado alegou que Feitosa não foi encontrado em nenhum endereço pelos oficiais de Justiça para justificar o pedido.

O advogado que o defendia foi destituído e informou à Justiça que a última vez que houve contato com o réu foi em 18 de julho deste ano. Devido aos rumos do processo, o desembargador relator da ação determinou que Luiz Márcio dos Santos Feliciano apresente alegações finais no prazo de 15 dias.

Comentários

comentários