Reunião entre Prefeitura e Caixa fecha pavimentação de três vias na Capital

O prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP) se reuniu com o superintendente da Caixa Econômica Federal (CEF) Evandro Narciso Lima para acelerar e autorizar a liberação dos recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) Sudeoeste e a pavimentação das vias do bairro Nova Lima. A reunião aconteceu na tarde desta segunda-feira (4) na Superintendência da CEF em Campo Grande. “Já está fechado para começarmos a trabalhar na Avenida Bandeirantes e nas ruas Guia Lopes e Brilhante. A Marechal Deodoro vamos poder fechar amanhã durante a reunião entre a equipe técnica da Caixa e da Seintra”, explica.

4cai

Segundo o prefeito Bernal, a reunião com a Caixa tratou do PAC Sudoeste e sobre a pavimentação do bairro Nova Lima, na região urbana do Segredo. “Nos já temos fechado para começar a trabalhar na Avenida Bandeirantes e nas ruas Guia Lopes e Brilhante e amanhã já fechamos a Avenida Marechal Deodoro. Só falta alguns detalhes técnicos que amanhã mesmo já vamos resolver”, explica.

O prefeito argumenta ainda que amanhã as 16 horas terá uma reunião técnica entre funcionários da CEF e da secretária de obras para otimizar os detalhes da autorização e também para executar a reestruturação asfáltica e acertar os últimos detalhes para a primeira etapa da pavimentação que falta a contabilização de boca de lobo que já vai ser resolvido para ser feito a licitação.

O superintendente da CEF Evandro Narciso Lima explicou que a Caixa está disponível para ajudar com a equipe técnica para ajudar a acelerar no que falta para finalizar os detalhes dos projetos.

Segundo o secretário de Obras Amilton Candido, o valor início do – projeto de pavimentação do Bairro Nova lima que é ¼ do projeto ficou em 9 milhões. O custo total desse empreendimento é de R$ 60 milhões. Com o valor inicial será possível recapear 12 quilômetros de ruas.

Participaram da reunião o secretário de obras Amilton Candido, o gerente regional da CEF Paulo Cesar Matos, coordenador do PAC Rodrigo Cunha, gerente da filial do CEF José Luiz, além do chefe de gabinete do prefeito Odimar Marcon.

No dia 28 de dezembro, o prefeito de Campo Grande e os coronéis José Roberto de Melo Queiroz Marcelo Guedon que mostraram um estudo de reestruturação asfáltica das avenidas Bandeirantes, Marechal Deodoro e das ruas Brilhantes e Guia Lopes que deve orçar em R$ 19, 517 milhões.

No estudo mostrou que o valor do quilômetro ficar em R$ 1, 611 milhão e o total que será asfaltado é de 12,11 quilômetros. “O comandante do Comando Militar do Oeste já deu o parecer favorável agora tem que ter a aprovação de Brasília, mas tecnicamente acredito que não terá problema”, explica o coronel Guedon.

Ele explicou ainda que a estrutura necessária para fazer o trabalho ficará no canteiro central próximo ao comando e que o Exército fará a licitação do CBUQ – lama asfáltica. Guedon argumentou ainda que depois de todos os trâmites burocráticos feitos, o Exército pode terminar a obra em 468 dias úteis e caso seja necessário os militares poderão trabalhar no período noturno. “Essas ruas são largas então podemos fazer meia pista. Caso seja necessário poderemos até trabalhar à noite”, explica.

Bernal comentou, ainda, que já foi à Brasília conversar no Ministério da Defesa informando o interesse de fazer uma parceria com o Exército para ajuda na reestruturação asfáltica e reiterou que em breve voltará à capital federal para reforçar o pedido.

Comentários

comentários