Reinaldo tenta a liberação de R$ 78 mi bloqueados no extinto Banco Rural

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) deu detalhes sobre o encontro com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, realizado no início da semana em Brasília (DF). De acordo com o chefe do Executivo Sul-Mato-Grossense, os dois trataram sobre a liberação de recursos que ficaram bloqueados no extinto Banco Rural, quando a instituição declarou falência em 2013.

Reinaldo Azambuja vai a Brasília (Foto: Divulgação )
Reinaldo Azambuja vai a Brasília (Foto: Divulgação )

Reinaldo explicou a cronologia do processo judicial que pede a liberação de R$ 78 milhões, que foram depositados no banco pela gestão passada do Governo do Estado.

“Tivemos uma decisão favorável no Tribunal Regional Federal de Brasília, por unanimidade dos desembargadores. O Banco Central recorreu ao STJ [Superior Tribunal de Justiça], perdeu também, e agora recorreu ao Supremo [Tribunal Federal]. Estamos na última instância e o procurador-geral da República dá o parecer sobre isso”, contou o governador.

Ainda de acordo com ele, a reunião foi oportunidade de dizer a Janot que o montante bloqueado após falência do banco é “bem público, inalienável, inafiançável e patrimônio de Estado, da população de Mato Grosso do Sul”. “Espero que esses recursos possam ser liberados para os cofres de Mato Grosso do Sul”, finalizou.

Comentários

comentários