Reinaldo espera que sucateamento dos aviões seja apurado, com punição aos responsáveis

Depois de o Ministério Público Estadual (MPE) abrir inquérito para apurar improbidade administrativa em razão do abandono dos aviões cedidos pela Justiça ao Estado, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou hoje durante agenda pública que desde que assumiu o mandato, em janeiro, nunca usou nenhuma aeronave do Estado.

Reinaldo espera que MPE investigue situação dos aviões, que em sua maioria estão sucateados Foto Chico Ribeiro
Reinaldo espera que MPE investigue situação dos aviões, que em sua maioria estão sucateados Foto Chico Ribeiro

“Há uma investigação sendo feita. Realmente, aquilo acabou virando uma sucata de aviões.. Posso dizer que desde que assumimos não pegamos nenhum avião. Inclusive, estamos precisando, porque o governo está pagando horas de vôo”, disse Reinaldo.

Reinaldo afirmou espera que o MPE apure as razões e os culpados que levaram ao sucateamento da maioria das aeronaves do Governo estadual, que foram repassadas pela Justiça. Ele antecipou que pretende recuperar aquelas que ainda tem conserto.

A 31ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social da comarca de Campo Grande (MS) abriu inquérito civil contra o governo estadual para apurar eventual ato de improbidade administrativa, que em tese o executivo praticou devido a suposta deterioração das aeronaves cedidas pela Justiça, por falta de reparos e trocas de peças pela administração.

O governador também defendeu que o sucateamento das aeronaves seja apurado, com punição a eventuais responsáveis.

Comentários

comentários