PT terá candidato próprio em Dourados e acompanha posição de PSDB e PMDB

Foto: Daniel Machado
Foto: Daniel Machado

O processo eleitoral em Dourados, segundo maior município ao sul de Mato Grosso do Sul, começa a ser definido e já tem ‘garantido’ ao menos três candidatos a concorrerem à prefeitura da cidade. O pleito já tem nomes ou posição de candidatura própria dos três maiores partido do Estado, PSDB, PMDB e PT. Os tucanos na semana passada, com a janela partidária de troca de legendas, tomaram de última hora, o candidato pemedebista, que por sua vez já apresentou outro nome nesta segunda-feira (22). Já os petistas ainda não definiram o nome a ser apresentado, mas fecharam questão em ter um candidato da sigla. As confirmações foram feitas pelo Página Brazil na manhã desta quarta-feira (23) em acompanhamento da sessão ordinária da AL-MS (Assembléia Legislativa de MS).

O PMDB, com a perda do deputado federal Geraldo Resende, que seria o forte candidato do partido a prefeitura, se reestrutura ‘rapidamente’ e já coloca o deputado estadual, Renato Câmara, como presidente do diretório municipal, e, provável nome da sigla para a disputa do Executivo do município, como publicamos em matéria anterior. O parlamentar, que já vinha sendo uma das opções do partido, foi alçado definitivamente ao posto de pré-candidato a prefeito, com a saída de Resende da sigla, que foi para o ninho tucano.

Pelo PT, hoje com grande problema em nível nacional, o deputado estadual João Grandão, que é douradense, até elogiou a decisão dos pemedebistas e ratificou a decisão do partido em continuar na luta e disputar a prefeitura e voltar a administrar a cidade. A sigla já governou o município por duas vezes, entre os anos de 2000 e 2008. Ele apontou que há pelo menos dois nomes a ser avaliado, sem contar com o dele, que já foi também deputado federal. “É muito bom o PMDB entrar na disputa e apresentar seu projeto para a cidade. Isto amplia a disputa e dá opção a população. No nosso partido, já decidiu que vai ter candidato próprio e mostrar como já fez e pode contribuir com o município. Temos alguns nomes a ser colocado, mas dois são mais destacados, como o ex-reitor da universidade e o vereador Ishi. Eu não sou, não quero, não coloquei a disposição”, apontou.

O terceiro nome ou aquele que foi o primeiro nome colocado e já saiu na frente, o deputado federal Geraldo Resende, agora no PSDB, será o representante da legenda, conforme ratificou o líder do governo na AL-MS, deputado Rinaldo Modesto. Geraldo, que já vinha trabalhando seu nome há algum tempo, pelo PMDB e por todo município, trocou de partido na semana passada e agora disputará a eleição sendo pesdebista. “Ele já tem todas as experiências, tratativas pela cidade e se viabilizou como o melhor nome para concorrer e administrar o município. Por isso, buscamos e trouxemos, como a todos que ingressaram no partido, aqueles que tem projeto qualitativo e viabilizado, e são reconhecidos e ou que representam a população”, comentou Rinaldo.

Matéria: Lúcio Borges

Comentários

comentários