PT diz que vai expulsar integrantes que forem condenados na justiça

Integrantes do PT que forem condenados na justiça serão expulsos do partido. A informação foi dada por Rui Falcão, presidente da legenda, em um vídeo que vai ao ar nesta terça-feira (5/5), às 20h30. A propaganda foi antecipada nas redes sociais.

“Qualquer petista que cometer malfeitos e ilegalidades não continuará no quadro do partido”, disse Falcão. Em seguida, um apresentador repetiu a afirmação e completou: “Precisamos ter consciência de que há integrantes de vários partidos sendo acusados e investigados, inclusive de oposição, e a Justiça tem que ser igual para todos, não apenas para quem está no PT”.

Apesar de Dilma Rousseff não falar no vídeo, o ex-presidente Lula, que aparece nos primeiros minutos, faz coro ao discurso da presidente se diz contra o Projeto de Lei 4.330, que trata dos direitos dos terceirizados e está em votação no Congresso. Lula diz que a proposta é um retrocesso para os direitos trabalhistas e que deixaria o cidadão “sem garantias e dignidade”.

Na propaganda, o partido lembra a decisão divulgada no último 17 de abril. A legenda não vai receber financiamento de empresas para campanhas eleitorais. As doações serão feitas apenas por pessoa física. Os valores das contribuições deverão variar entre R$ 15 e R$ 1 mil. A decisão será submetida a referendo durante o 5º Congresso Nacional do PT, previsto para junho, em Salvador (BA).

Comentários

comentários