PSDB está se preparando para ser protagonista em Campo Grande em 2016

Eleito novo presidente do diretório municipal do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) no último domingo (31), o médico Lívio Viana de Oliveira Leite, afirma que seu objetivo é qualificar e fortalecer a consciência politica dos seus filiados e fomentar a aproximação com a militância de bairros, “O PSDB deixou de ser  tachado como um partido de elite e hoje temos a oportunidade de juntar a capacidade intelectual e a militância de rua dentro do partido sem que isso seja considerado um partido de direita ou de esquerda”, explica.

Dr. Lívio, destaca que a vice-governadora Rose Modesto surge como uma forte candidata para as eleições municipais do ano que vem, “É um nome extremamente positivo, forte e competente pra issol”, pontua. O presidente coloca, no entanto, que outros nomes tem sido estudados por conta das coligações que tem sido levantadas, mas não descarta o lançamento de um candidato próprio, seguindo a linha de independência que o partido começou em 2012, quando decidiu lançar candidato majoritário para prefeito da Capital e detrimento de aliança com o PMDB, aliado de primeira hora em outras eleições e no ano passado quando com Reinaldo Azambuja a legenda conseguiu chegar ao comando do Parque dos Poderes.

Para ele, mesmo que ocorra o esperado embate histórico de Zeca do PT e André Puccinelli (PMDB). – Eles disputaram a prefeitura de Campo Grande em 1996, com vitória apertado do peemedebista “O PSDB estará preparado para ser a terceira via, Esses dois candidatos representam a política feita nos últimos 20 anos e nós a inovação” destaca..

O dirigente tucano explica que no momento estudam propostas para a Capital, “Nossa tradição é ouvir os anseios da população, e priorizar a medida que esse programa for sendo planejado e executado”. Ele cita como exemplo a Carava da Saúde, implantada no atual Governo. “O Reinaldo (Azambuja), atendeu ao clamor as pessoas que não aguentam mais serem mal tratadas quando precisam da saúde pública, por isso o primeiro ato do governo foi o de estancar essa mazela que ficou de herança dos governos anteriores”, afirmou

Um ponto a favor para o PSDB, segundo ele, será o atual estado de confiança sobre o Governo Federal, “A incoerência entre o discurso aplicado durante a campanha da presidenta Dilma e a execução que foi completamente diferente quebrou a credibilidade da população com a classe política, e nós do PSDB temos isso bem claro, procuramos e fazemos política de forma clara, ouvindo a população para não decepcioná-la”.

Luana Campos

 

 

Comentários

comentários