Projeto de lei que proíbe sal em mesas de comércios pode valer em MS

Amarildo Cruz, Deputado Estadual(PT). (Foto: Paulo Francis)
Amarildo Cruz, Deputado Estadual(PT). (Foto: Paulo Francis)

O deputado estadual Amarildo Cruz (PT), apresentou um projeto de lei proibindo a disposição e exposição de saleiros em mesas e balcões de bares, restaurantes, lanchonetes e similares em Mato Grosso do Sul. Segundo informações repassadas pelo deputado, na tarde desta segunda-feira(19), a maioria dos alimentos consumidos pela população possui alta concentração de sódio, sendo que o consumo excessivo do mesmo traz implicações diretas ao organismo, ocasionando desequilíbrio das células do corpo, além de provocar a liberação de hormônios que causam a retenção de líquidos e aumento da pressão sanguínea.

“O projeto na verdade é uma medida de saúde pública, que visa proteger a população e diminuir o consumo do sódio. Todos o estudos mostram que o consumo de sal pela população está ligado diretamente as doenças cardiovasculares, entre outras, e logicamente se diminuirmos o consumo estaremos diminuindo as ocorrências nesse sentido”, alega.

Amarildo Cruz frisa que o projeto não tem o objetivo de proibir consumo, mas apenas de não deixar exposto, de modo que o uso seja facilitado, porem se o cliente sentir necessidade pode estar solicitando ao atendente para que traga o mesmo. “Essa simples medida que inclusive já foi adotada em outros lugares, mostra que houve uma redução de até 30% do consumo de sal, e consequentemente na mesma proporção irá diminuir a quantidade de doenças cardiovasculares ligadas ao aumento da pressão arterial”, diz.

O parlamentar acredita na aprovação do projeto e conta que ainda essa semana ele deve ser apreciado na comissão de constituição e justiça, na qual faz um filtro dos projetos em relação a constitucionalidade e juridicidade, e dentro de um prazo de 40 a 50 dias deverá ja estar tramitado e em condições de ser votado pelos deputados.

Paulo Francis

Comentários

comentários