Professores lotam plenário da Câmara no 30º dia de greve

Sem acordo, professores da Reme (Rede Municipal de Educação) lotam o plenário da Câmara Municipal na manhã desta terça-feira (23).

Servidores estão em greve há 30 dias Foto Silvio Ferreira
Servidores estão em greve há 30 dias Foto Silvio Ferreira

Falando aos vereadores, o presidente da ACP (Associação Campo-Grandense de Professores), Geraldo Alves Gonçalves, afirmou que hoje a paralisação chegou ao seu trigésimo dia sem perspectiva de acordo.

“A categoria teve a boa vontade de propor o escalonamento dos 13,01% que adequa os salários dos professores do município ao piso nacional em dez meses, o que foi ignorado e nem a prefeitura, nem os vereadores estão fazendo nada para cumprir a lei”.

O presidente da ACP ainda afirmou que a lista dos salários dos professores divulgada pela prefeitura apresenta distorções e inverdades e cobrou: “quem é o responsável pela divulgação de informações incorretas?”

No começo da semana, os servidores protestaram em frente à prefeitura com cartazes e faixas e também fecharam temporariamente a avenida Afonso Pena, no sentido Parque dos Poderes – Aeroporto.

A categoria pede 13,01% de reajuste salarial, que, segundo a classe, é em cumprimento à legislação. A prefeitura diz que não tem condições financeiras de acatar o pedido e já fez propostas, as quais foram recusadas. A categoria entrou em greve no dia 25 de maio.

Os professores reclamam que estão sendo pressionados a retomares as aulas, mesmo sem acordo. A assessoria de imprensa da prefeitura disse, em nota, que não se trata de uma coação e sim uma convocação que faz parte das atividades para o planejamento do próximo semestre letivo, já que os contratos de professores ‘temporários’ vencem no dia 16 de julho.

Silvio Ferreira

Comentários

comentários