Professores esperam proposta do governo dia 20 e greve pode começar dia 25

O presidente da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems), Roberto Botarelli disse que o governo do Estado se comprometeu em apresentar uma proposta aos professores até quarta-feira (20) para evitar uma possível greve da categoria, que reivindica três pontos: pagamento de 10,98% estipulados em Lei Estadual a professores, reajuste dos administrativos em educação e pagamento de 1/3 de hora aula referente a 2013.

Caso não haja acordo, os professores dos municípios do interior e da capital do Estado se reunirão em assembleia na próxima sexta-feira (22). ‘A categoria já aprovou um indicativo de greve, se a reivindicação não for atendida a greve pode começar no proximo dia 25″, disse o dirgente.

“O reajuste é um pacto firmado e queremos nossos direitos, mas entendemos a situação (do governo)”, ponderou Botarelli, ao informar que dpois de mais de cinco horas de reunião com representantes do governo, não obteve nenhuma sinalização de reajuste.

Além dele, participaram representantes do Executivo como os secretários de Governo, Eduardo Riedel, de Administração, Carlos Alberto de Assis, e de Educação, Maria Cecília Amêndola.

Ao todo, as escolas do Estado atendem 278 mil alunos, empregam 80 mil professores e outros 6,2 mil servidores administrativos.

Luana Campos com Jackson Nogueira

Comentários

comentários