Professores aceitam proposta do governo e retornam às aulas na segunda

Durante assembleia na sede da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), na noite desta quarta-feira (3), 58 dos 73 sindicatos municipais filiados decidiram por fim à greve na rede estadual de ensino, que já dura 8 dias. Desta forma, os profissionais retornam as atividades na segunda-feira (8).

Presidente da FETEMS, Roberto Botareli, encaminhou o Conselho de Presidentes.
Presidente da FETEMS, Roberto Botareli, encaminhou o Conselho de Presidentes.

A proposta aceita prevê a integralização o piso nacional da categoria por 20 horas até 2021. Há 12 dias o governo havia feito proposta semelhante, porém, o prazo era 2022 e a categoria rejeitou.

Dentre outros itens, o acordo contempla a abertura de negociação para antecipação da data-base dos servidores administrativos das escolas, hora-atividade referente ao ano de 2013, que deverá ser paga a partir de janeiro de 2016 e a prorrogação do concurso público do magistério, além da convocação de 500 professores em julho de 2015 e outros 500 em julho de 2016.

Os professores tiveram a garantia do governo de que não terão os dias de greve descontados de seus salários. Já a categoria se comprometeu a repor as aulas.

Outro ponto aceito é a eleição direta nas escolas de tempo integral e a garantia de que os funcionários administrativos participem da votação.

Comentários

comentários