Professora é presa em Ponta Porã, acusada de tramar morte do marido no Pará

A professora Cleonice Silva de Oliveira, de 40 anos, que atuava na rede municipal de ensino de Ponta Porã foi presa na tarde desta terça-feira, dia 07, por homens da Polícia Civil. a prisão aconteceu no momento em que a mulher chegava na Escola Municipal Cooporã, a bordo de um veículo Ford Fiesta, cor branca, placas de Dourados-MS.

Cleonice dava aula em uma escola de ensino fundamental (Foto: Porã News)

De acordo com informações, a professora estava morando em Ponta Porã, mas era foragida da justiça, tendo mandado de prisão expedido pela justiça do Pará pelo fato de ter participado na execução de seu ex companheiro. Pelo que consta, ao ocorrer a separação do casal, a mulher vinha sofrendo ameaças do ex, quando teria encontrado um amigo “pistoleiro” e encomendado a execução. A vítima foi enterrada em uma cova rasa pelo próprio pistoleiro, segundo a denúncia.

Após o crime, Cleonice se refugiou em Ponta Porã e começou a dar aulas na rede municipal.
Segundo o site Porã News, o ex-marido dela também era professor e não aceitava o fim do relacionamento e constantemente ameaçava Cleonice. Ela nega participação no crime e diz que apenas contou sobre as ameaças do ex-marido ao amigo pistoleiro, que decidiu cometer o crime.

Para a polícia de Xinguara, no entanto, Cleonice participou do crime. Não foram divulgadas informações sobre a data do crime nem o nome da vítima. Xinguara tem 43 mil habitantes e fica a 908 km da capital, Belém.

Comentários

comentários