Procura por vacina contra a gripe é alta nesta sexta-feira em Campo Grande

População enfrenta fila para realizar imunização. (Foto: Paulo Francis)
População enfrenta fila para realizar imunização. (Foto: Paulo Francis)

O prazo da campanha de vacinação contra a Gripe H1N1 se encerra hoje(5), porem a UBS(Unidade Básica de Saúde)do bairro Coronel Antonino e as outras unidades da Capital vão seguir com a campanha até no domingo(7). A procura tem sido grande pela população durante esta manhã, tanto que uma fila teve que ser formada para as pessoas serem atendidas.

A professora Viviane Cirilo Naban, 30 anos , que foi vacinar o filho de dois anos, acredita que a campanha é muito importante para imunizar as crianças, por conta do período propicio para se contrair a gripe e outras doenças respiratórias. “Eu aprovo essa campanha ainda mais nesses dias que teve feriado e normalmente emendão tudo, mas mesmo assim o posto continuou funcionando. Antigamente a empresa do meu marido disponibilizava a vacina mas este ano só vai ter para os adultos”, relata Viviane.

Marcelo José de Souza, 40 anos, que também é professor, se diz muito satisfeito com o atendimento prestado. “Eu acho muito bom o governo ter estendido esse prazo, ainda mais que tenho um filho que 3 anos, pena que não estou incluído no público alvo”, diz o professor.

A repórter Maria Cora Ribeiro, 62 anos, foi acompanhar a filha juntamente com o neto que foi imunizado. Ela também elogia o atendimento da UBS. “Apesar de ter apenas uma pessoa atendendo foi rápido até para chegar na nossa vez. Nós fomos muito bem atendidas, os funcionários estão de parabéns”, afirma Maria.

Além desta unidade a imunização será feita nas salas de vacinação de seis Centro Regionais de Saúde, que funcionam 24 horas, das 7h às 11h e das 13h às 17h. A meta da campanha é vacinar pelo menos 80% da população de risco.

Vacinação ocorre das 7h às 11h e das 13h às 17h. (Foto: Paulo Francis)
Vacinação ocorre das 7h às 11h e das 13h às 17h. (Foto: Paulo Francis)

Conforme divulgado no ultimo balanço foram imunizadas 30.087 crianças de seis a menores de cinco anos (55%); 4.601 gestantes (44%); 10.974 trabalhadores em saúde (58%); 1.207 puérperas (71%); 64.820 pessoas acima de 60 anos (80%); 1.110 indígenas (71%); 845 pessoas da população privada de liberdade (24%); 352 funcionários do sistema prisional (61%); 12.426 pessoas com alguma comorbidade (60%).

O público-alvo é crianças de seis meses a menos de cinco anos de idade, pessoas com doenças crônicas, trabalhadores de saúde, população indígena e carcerária, gestantes, puérperas, idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde e funcionários dos estabelecimentos prisionais. de identificação. Porem a vacina é contra-indicada para pessoas que tiveram reações alérgicas em doses anteriores ou que tenham alergia a ovos de galinha e seus derivados.

 Paulo Francis

Comentários

comentários