Procon divulga pesquisa de Páscoa e dá dica para consumidor economizar

O Procon/MS, órgão ligado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), divulgou nesta quarta-feira (16) pesquisa contendo preços de itens de páscoa em estabelecimentos da Capital.

16pasoa

Uma caixa de bombom, com 400 gramas, pode ser encontrada por R$ 7,89. O ovo de páscoa mais barato, também com o peso de 400 gramas, sai por R$ 66,80. Uma diferença de quase nove vezes com produtos do mesmo peso. Estabelecendo uma comparação somente com ovos, o preço pode variar em mais de 90% de uma loja para outra.

Com tamanha alteração de valor entre produtos de mesmo peso a superintendente do Procon/MS, Rosimeire Cecília da Costa, orienta o consumidor a considerar o peso dos ovos ao invés da numeração.  “Cada empresa possui uma numeração de seus ovos, mas o peso é único. O consumidor deve ficar atento, pois um ovo número 15 do ano passado, pode estar com menos peso esse ano, ou seja, quem olhar só para o tamanho pode ficar no prejuízo”, alerta.

Dentre os sete locais pesquisados foram colhidos preços dos mesmos produtos em seus diferentes pesos e ainda realizada a comparação com cada estabelecimento constatando o maior e o menor preço.

Peixes

A maior variação entre o pescado é de 203,65% do Bacalhau do Porto com a média de R$ 64,52 o quilo. A menor variação, de 5,35%, foi observada no quilo do salmão inteiro com a média de R$ 30,64. Foram pesquisados mais de 30 itens em 16 estabelecimentos da Capital.

De acordo com o Procon/MS, no caso dos pescados é importante sempre verificar se o peixe apresenta uma carne firme, olhos salientes e brilhantes, guelras avermelhadas e escamas que não soltem facilmente. Já os pescados secos como o bacalhau, não podem ter manchas úmidas ou avermelhadas, nem umidade, o que pode indicar presença de bactérias. Se o sal grosso estiver se desprendendo, isso significa que o bacalhau não está úmido.

As duas pesquisas foram realizadas de 7 a 10 de março e podem ser  conferidas nos links abaixo:

Pesquisa de ovos de chocolate

Pesquisa de peixes

Comentários

comentários