Processo com 3 mil páginas levou a nova prisão de Giroto e Amorim com familiares

Centenas de documentos também foram apreendidos. (Foto: Divulgação PF)
Centenas de documentos também foram apreendidos. (Foto: Divulgação PF)

O inquérito da operação ‘Fazendas de Lamas’, tem pelo menos 3 mil páginas de investigação, que levou novamente a prisão nesta terça-feira (10), o empresário João Amorim, Edson Giroto e mais 13 pessoas, entre suas filhas e esposa, respectivamente, além de servidores públicos da então administração de Andre Puccinelli. O ex-governador, também passou a constar nas apurações e teve busca e apreensão realizada em sua residência, nas primeiras horas do dia de ontem, na operação e processo que hoje envolve Polícia Federal, a CGU (Controladoria-Geral da União) e a Receita Federal, na apuração de desvios de recursos públicos federal.

A ação da PF, atingiu 24 pessoas, incluindo o ex-governador que teve material apreendido em sua residência, mas não esteve entre os 15 presos temporariamente, entre empresários, político e servidores público do governo do Estado. A nova fase, denominada ‘Fazendas de Lama’ tem investigação ou o escopo da PF, CGU e Receita pois o foco desta fase envolve Lavagem de dinheiro e fraude em licitações e obras posteriores custeada com recursos da União, conforme o Página Brazil publicou em matéria completa no inicio da tarde de ontem. Delegados das três esferas explicaram a operação, revelando todos os nomes dos envolvidos e que o foco com dados ‘detalhados’ foram repassados no fim da manhã desta terça-feira, em entrevista coletiva na sede da PF, na presença de toda cúpula das entidades.

O material não foi impresso, pois os advogados receberam um CD com três gigas de memória, que perfaz o montante se reproduzido. O número de páginas e conteúdo total não foi revelado pela PF. Mas, a mídia eletrônica foi entregue a vários advogados das 15 pessoas presas. Eles tentaram ter acesso ao inquérito policial e receberam o CD com três gigas de memória, com todas as informações sobre a operação e as prisões. Os três gigas é o equivalente a mais de três mil páginas, aproximadamente.

Ontem, os advogados que tiveram acesso aos documentos e receberam o CD são Carlos Henrique e Ilário Carlos de Oliveira, que defendem, Beto Mariano e sua filha Mariane Mariano, Marcos Ferreira, advogado de Evaldo Furrer Matos e Valeriano Fontoura, que desde a primeira fase da operação trabalha em defesa do ex-deputado federal Edson Giroto.

Resumo Operação

Ilário disse há pouco que não poderia passar informações sobre o inquérito, mas que está analisando os dados e em breve dará seu parecer. A operação envolveu 201 policiais federais, 28 da Controladoria Geral da União e 44 da Receita Federal e cumpriu 28 mandados de busca e apreensão e 15 mandados de prisão temporária, bem como 24 mandados de sequestro de bens dos investigados, dentre eles imóveis rurais e urbanos e contas bancárias.

A lista dos nomes presos nesta fase da operação Lama Asfáltica tem: Edson Giroto, André Luis Cance, João Amorim, Flavio Henrique Garcia, Ana Paula Amorim Dolzan, Ana Lúcia Amorim, Renata Amorim Agnoletto, Rachel Giroto, Wilson Roberto Mariano de Oliveira, Mariane Mariano de Oliveira, Ana Cristina Pereira da Silva, Maria Casanova, Helio Yudi Komiama, Evaldo Furrer Matos e Elza Cristina Araujo.

Comentários

comentários