Presidenta enfrenta vaias e gritos de ‘fora, Dilma’ ao abrir Sete de Setembro

Protesto marcado para o fim das comemorações oficiais levará boneca ‘Pixuleca’ de 13 metros à Esplanada dos Ministérios

Brasília – Ao chegar à Esplanada dos Ministérios para abrir o desfile de Sete de Setembro, a presidenta da República enfrentou vaias e gritos de “fora, Dilma” vindos das arquibancadas localizadas próximas ao palanque das autoridades. Ela chegou ao desfile em carro aberto.

Dilma abre comemorações do 7 de Setembro em Brasília Foto:  Agência Brasil
Dilma abre comemorações do 7 de Setembro em Brasília Foto: Agência Brasil

A concentração já começou a ocorrer em frente ao Museu da República, a cerca de um quilômetro do palanque das autoridades, onde a presidenta está neste momento, acompanhada do vice-presidente Michel Temer (PMDB), de ministros e do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB). Somente após a parada é que o protesto começará a ocorrer.

A novidade da manifestação é uma boneca inflável da presidente Dilma Rousseff, de 13 metros, apelidada de “Pixuleca”, que será levada para a frente do Congresso Nacional. Esta boneca está sendo inflada neste momento, da mesma forma que o boneco do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, vestido de presidiário, e remendado.

Em vez de verde e amarelo, manifestantes contrários ao governo convocaram seus seguidores a vestir preto neste Sete de Setembro. Além disso, os grupos que pedem a saída de Dilma fabricaram cerca de mil réplicas em tamanho reduzido do boneco Pixuleco, para serem vendidas durante o protesto.

Pneus incendiados

Além dos protestos já marcados para o dia da Independência, integrantes do movimento por moradia montaram barricadas incendiando pneus na via de acesso à Esplanada dos Ministérios. Esse protesto reúne cerca de 100 pessoas que estão acampadas no Setor comercial em Brasília há meses, reivindicando casas populares ou aluguel social. O fogo já foi apagado pelos bombeiros.

IG

Comentários

comentários