Prefeitura não cumpre acordo e médicos podem entrar em greve na segunda-feira

Os médicos de Campo Grande podem iniciar uma nova paralisação de suas atividades na próxima segunda-feira(13), devido ao não pagamento das gratificações conforme acordo firmado entre a categoria e a Prefeitura da Capital. De acordo com o Presidente do Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul(Sinmed/MS), Valdir Shigueiro Siroma, a Sesau(Secretaria Municipal de Saúde Pública), liberou o pagamento dos salários na ultima sexta-feira(03), porém sem os holerites. No domingo(05), foram disponibilizados os holerites pela internet onde os médicos puderam constatar que não foram pagas as gratificações acertadas no acordo.

08sinm

Siroma explica que na segunda-feira(06) se reuniu com o Secretário de Saúde, Jamal Salém e o Secretário de Administração do município, Wilson do Prado, onde os mesmos se prontificaram a fazer uma folha complementar descrevendo todos os itens acordados e se comprometeram a realizar o pagamento do valor que faltou até esta quinta-feira(09). “Nós discutimos a proposta em assembléia realizada ontem (7) e caso a prefeitura não cumpra com o acordo iremos voltar a paralisação em um prazo de até 72 horas”, afirma.

Conforme o presidente, do Sinmed, se acaso acontecer a paralisação, que deve começar na próxima segunda-feira (13), será nos mesmos moldes da que ocorreu no mês de maio na Capital. Será mantido o atendimento com apenas 30% do efetivo médico nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Centros Regionais de Saúde (CRSs) 24 horas, de forma a garantir o atendimento de urgência e emergência.

 Paulo Francis

Comentários

comentários