Prefeitura monta equipes de emergência para recolher lixo

Com perspectiva de acionar judicialmente a Solurb, empresa de coleta de lixo que atua em Campo Grande, somente na segunda-feira (14), o prefeito Alcides Bernal (PP) anunciou que vai à Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) na tentativa de montar uma força-tarefa para recolher o lixo.

11livo

Em agenda pública nesta manhã, Bernal disse que em reunião com direção da Solurb, na tarde de ontem, expôs as dificuldades financeiras do município e reafirmou que não há parcelas de repasse em atraso com a empresa.

Para justificar a situação, o prefeito conta que disse aos diretores da empresa sobre a postura de outras fornecedores, que estariam “entendendo as dificuldades”. Ontem, a prefeitura suspendeu, por 90 dias, pagamentos a fornecedores e prestadores de serviços.

Sem resposta da prefeitura, o prefeito afirma que irá à Justiça e ao Ministério Pùblico Federal (MPF) para denunciar o descaso da empresa, que possui contrato com a prefeitura. “Vamos comunicar a Justiça por meio de ação judicial para que a Solurb volte ao trabalho”.

Em relação à limpeza da cidade, Bernal disse que se reúne ainda hoje com representantes da Seintrha para organizar ações de limpeza das ruas. Caminhões da prefeitura devem coletar os resíduos e encaminhá-los até o aterro sanitário da Capital.

Ainda de acordo com o prefeito, desde o início do ano a concessionária recebeu R$ 56 milhões da prefeitura e a folha salarial mensal é de R$ 2 milhões. “A paralisação não tem nenhum fundamento”, completou.

Bernal criticou a empresa . “Até o dia 27 estava tudo bem. Eles dizem que estão sem receber, o que não é verdade, e estavam gastando milhões em mídia nas rádios e nas emissoras de TV para dizer que estava tudo maravilhoso. Pararam para dizer que o Bernal é quem causa problema na cidade”, reclamou.

Comentários

comentários