Prefeitura inicia processo para intervir na Solurb

O prefeito Alcides Bernal (PP) anunciou que “a Procuradoria Jurídica da administração municipal já iniciou os procedimentos para, dentro do que prevê o contrato de concessão do serviço de coleta de lixo na capital firmado com a Solurb, intervir na empresa.” O anúncio ocorre diante do impasse surgido após a polêmica entre prefeitura e empresa, quanto a valores dos repasses pelo serviço.

Bernal com o ministro dos Esportes, George Hilton, Foto Silvio Ferreira
Bernal com o ministro dos Esportes, George Hilton, Foto Silvio Ferreira

A declaração foi feita antes da reunião na Governadoria que recepciona o ministro dos Esportes, George Hilton, em sua visita a Campo Grande para tratar do evento de passagem da tocha olímpica por municípios do Estado, que reúne o anfitrião, governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), o senador Waldemir Moka (PMDB), vários prefeitos do Interior do Estado, secretários de Estado e outras autoridades.

Alegando falta de pagamento, referente ao mês de agosto, os cerca de 1 mil funcionários da empresa decidiram na noite no dia 8 de setembro paralisar às atividades e mesmo depois do retorno da coleta no dia 18 último, muitos bairros de Campo Grande ainda acumulam lixo.

Bernal afirmou que a intervenção na empresa visa garantir que a população não fique desassistida. Em 2003, e então prefeito André Puccinelli adotou medida semelhante e anunciou intervenção por um ano na concessionária Águas Guariroba, alegando descumprimento de clausulas contratuais.

“Se eles não cumprirem o que está no contrato, que é prestar os serviços. A gente não descarte nenhuma possibilidade e iremos fazer o que a lei manda”, completou.

Silvio Ferreira

Comentários

comentários