Prefeitura apresenta Plano de ação para Educação da REME da Capital

O prefeito Alcides Bernal e a secretária municipal de Educação, professora Leila Machado, lançam na manhã desta segunda-feira (14), o Plano de Ação 2016 para Educação da REME (Rede municipal de Ensino) de Campo Grande. O chefe do Executivo, por meio da Semed (Secretaria Municipal de Educação) apresenta, os projetos educativos que serão implementados nas 193 escolas e Ceinfs (Centros de Educação Infantil) da Capital.

De acordo com a prefeitura, no total são 56 projetos que integram o denominado Plano de Ação “REME – Todos pelo saber – 2016” para Escolas e Ceinfs, que visa consolidar a aprendizagem curricular, como forma de contribuir para melhoria da qualidade da educação pública municipal.

Os projetos educativos serão desenvolvidos nas diferentes áreas do conhecimento, nas disciplinas do núcleo comum do currículo. “O plano irá oportunizar a equipe pedagógica das escolas e dos Ceinfs uma organização dos diferentes processos de aprendizagem, valorizando o fazer pedagógico do professor em suas especificidades, e garantindo o direito do aluno aprender”, explica a secretária Leila.

Dentre as principais propostas a serem executadas está o Projeto Fazendo História Olhares para Campo Grande, que abrange os alunos do 6º ao 9º ano. A proposta visa proporcionar aos alunos da Rede, o acesso aos espaços histórico – culturais existentes em todo o Município. Com isso, acreditasse que é uma forma de desenvolvimento da consciência, por meio dos elementos de uma educação histórica. “A iniciativa tem a finalidade de oportunizar aos alunos da educação básica acesso a espaços culturais que conservam a memória coletiva do espaço social onde vivem”, aponta Leila.

Plano geral

Os demais projetos serão desenvolvidos nas disciplinas de Língua Portuguesa, História, Matemática, Geografia, Artes, Língua Estrangeira, Ciências, bem como Educação Infantil e Educação e Diversidade, no decorrer de 2016. Como forma de incentivo, os alunos serão premiados, conforme seu desempenho, em etapas previamente estabelecidas, a fim de motivar a aprendizagem e a descoberta de talentos.

Além do Projeto Fazendo História Olhares para Campo Grande, as 94 escolas e os 99 Ceinfs também serão contemplados com a execução dos seguintes projetos: 1ª Copa Estudantil da Reme – Divisão de Esportes e Cultura, que oportuniza a prática esportiva dos alunos de até 15 anos de idade das escolas da Rede Municipal de Ensino de Campo Grande.

* Cultura, lazer e comunicação: Nestas áreas estão ações dentro dos projetos: “Projeto Coletânea de Experiência e processos artísticos nas escolas da REME”; “Circuito Reme de Dança”; bem como o “Projeto Diálogos em Educomunicação – Rádio na Escola”, que visam favorecer a relação social entre os membros da comunidade escolar, para a melhoria da comunicação na construção do bem estar local;

* Educativa – “Projeto Feira de Profissões”, que possibilitará o conhecimento de diversas profissões, indo além daquelas que são mais populares; “Gestor Nota 10” que tem o objetivo de promover anualmente um seminário com premiação de práticas inovadoras e exitosas, nas áreas pedagógicas e administrativas, desenvolvidas pelos gestores de Escolas e Centro de Educação Infantil;

* História – “Os 100 Anos de Manoel de Barros”, que visa levar os alunos da REME a homenagear o poeta Manoel de Barros por conta de seu centenário, com ações a partir da biblioteca escolar;

* Participação – “Projeto Família Escola”, que objetiva contribuir para a melhoria da qualidade da educação, para inclusão social e para a construção de uma cultura de paz mediante a ampliação das atividades oferecidas, fortalecendo o vínculo familiar e a participação da comunidade como um todo.

– “Projeto Horta e Alimentação” que visa auxiliar os educadores na tarefa de sensibilizar os educandos quanto à necessidade de práticas alimentares mais saudáveis, e outros projetos.

Lúcio Borges

Comentários

comentários