Prefeito de Naviraí decreta emergência após prejuízo na safrinha

Entrada de Naviraí
Entrada de Naviraí

O prefeito de Naviraí, Léo Matos, decretou situação de emergência  na área rual do município, em razão da quebra da segunda safra de milho, a safrinha, ter causado um prejuízo de R$ 69 milhões aos produtores rurais do município.

De acordo com decreto publicado no Diário oficial dos Municípios nesta sexta-feira (7),as lavouras de Naviraí foram severamente afetadas pelas variações climáticas que ocorreram durante o cultivo da safrinha, como a estiagem e altas temperaturas entre março e abril e geadas em junho e julho.

Ainda segundo a publicação, um relatório técnico da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), apontou que uma oscilação do clima provocou uma redução aproximada de 125,666 mil toneladas, o equivalente a 2,094 milhões de sacas, no volume do cereal que foi colhido.

O prefeito aponta no decreto que a economia de Naviraí é extremamente dependente do agronegócio e a zona rural foi a mais castigada pelas variações climáticas se justifica a decretação da situação de emergência.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou no último censo realizado que 16,75% do PIB de Naviraí vem das atividades agropecuárias.

O decreto entrou em vigor já nesta sexta-feira e terá validade por um período de 180 dias.

Comentários

comentários