Policial que agrediu jovem negra nos EUA é exonerado; vídeo

Ben Fields, o policial branco filmado agredindo uma estudante negra em uma escola na cidade de Columbia, na Carolina do Sul, foi exonerado. Segundo o xerife do condado de Richland, Leon Lott, seu comportamento foi “inaceitável”. Ele “nunca deveria ter jogado a estudante – ele poderia ter feito muitas coisas entre as opções que foi treinado para fazer. Ele não foi treinado para jogar uma estudante no chão”, afirmou Lott.

Fields, que trabalhava para a escola Spring Valley, havia sido transferido para tarefas administrativas após o incidente. No vídeo, ele aparece agarrando uma adolescente pelo pescoço e a arrastando pelo chão. A garota havia sido expulsa da sala de aula por um professor, mas diante de sua recusa em sair, o agente foi chamado para intervir. Segundo um aluno, todo o episódio começou porque a jovem se recusara a parar de mexer no celular. As imagens foram filmadas por colegas de classe da estudante.

 

Além da demissão, Fields também está sendo investigado por violação de direitos civis. A estudante, que Lott disse ter batido no oficial durante a briga, foi detida sob a acusação de perturbação na escola e em seguida entregue à família. Lott disse que ela não ficou ferida. Mas o advogado da jovem declarou nesta quarta-feira ao programa Good Morning America, da rede de televisão ABC, que ela sofreu ferimentos depois de ser “brutalmente atacada”.

O incidente levantou calorosos debates sobre a ação do policial, em um momento em que os Estados Unidos discutem casos de truculência de policiais brancos contra americanos negros, incluindo episódios recentes que terminaram em mortes. “A intensidade da força usada por um policial contra uma aluna me pareceu excessiva e desnecessária”, disse James Manning, presidente do Comitê de Curadores do Segundo Distrito Escolar de Richland.

VEJA

Comentários

comentários