Policiais se algemam em apoio a PMs presos em Campo Grande

Revoltados com a prisão dos três policiais militares, Larissa Melgarejo Zapatta, Ivanderson Zanardi Aguirre e Ivan Luiz da Silva no início da semana, policiais protestaram, na manhã desta sexta-feira (22), em frente de delegacia da Capital. Com algemas, os policiais civis e militares demonstram indignação com a decisão da Corregedoria da PM em deter e da Justiça em manter prisão dos militares.

Policiais em frente à delegacia de Campo Grande (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)
Policiais em frente à delegacia de Campo Grande (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)

Os policiais detidos estão no Presídio Militar da Capital por serem suspeitos de agredir um adolescente de 15 anos durante abordagem, na última terça-feira. A família do garoto procurou a polícia e denunciou o caso..

“Esse é o nosso simbolismo de que somos algemados pelo poder judiciário e pelas leis do Brasil”, disse o investigador de Polícia Civil, Alexandre Barbosa.

O ato reuniu cerca de 50 policiais, entre civis e militares, e durou cerca de 10 minutos. “O mesmo sangue que corre na veia deles [policiais civis] corre no nosso [policiais militares]. Os policiais de maneira geral não podem perder para o crime”, disse Edmar Soares, presidente da Associação de Cabos e Soldados (ACS) sobre a mobilização dos agentes de segurança pública em prol dos militares presos.

Sobre os policiais presos, o presidente da Associação que representa os militares fala: “Três excelentes que poderiam estar combatendo crimes estão presos agora […]O meliante sai da delegacia primeiro que os policiais. Estamos vendo uma inversão de valores. A prisão dos nossos Pms contraria a constituição. Ela virou regra e teria que ser exceção”, afirmou.

Comentários

comentários