Policiais protestam em frente ao Fórum contra prisão de PMs

DSC_0007
Manifestantes aplaudem equipe de reportagem de veículo de comunicação que publicou reportagem que criticou atuação dos PMs no caso. Foto: Silvio Ferreira

Policiais militares de Campo Grande, com o apoio de policiais civis e até de policiais rodoviários federais, protestaram na manhã desta quinta-feira (21/01) em frente ao Fórum de Campo Grande. No local, três policiais militares prestavam depoimento depois de terem sido presos em flagrante pela Corregedoria da Corporação após denúncia de uma suposta agressão contra um adolescente de 15 anos, em abordagem policial ocorrida na avenida Júlio Castilho, região oeste da Capital, na terça-feira (19).

Durante a concentração em frente ao Fórum, os policiais também protestaram contra a presença de uma equipe de reportagem de um veículo de comunicação, que publicou matéria considerada como “parcial e tendenciosa” pelos policiais, que bateram palmas para a chegada da equipe e depois viraram às costas para os profissionais que fariam a cobertura do protesto. Alguns, mais exaltados, pediram em coro que a equipe se retirasse do local, no que acabaram atendidos, ao som de mais aplausos indignados dos policiais.

Em entrevista ao Página Brazil, o diretor da da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul (ACS/PMBM), cabo Roledo, declarou indignado: “O adolescente apreendido pelos policiais tem passagens por infrações penais -inclusive por estupro -, mas isso não vem ao caso. O que importa é: Como policiais bem-preparados, com uma vida pregressa de bons serviços prestados à comunidade vão continuar atuando, com o risco de serem presos arbitrariamente quando cumprirem sua obrigação?”

O advogado Laudo César Pereira, da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul (ACS/PMBM ) informou na tarde de quarta-feira (20) que, “a prisão foi arbitraria, já que não há provas contundentes contra os militares. Nem exame de corpo de delito no adolescente, que acusa a polícia de tortura, foi feito. Nós vamos entrar com as medidas legais cabíveis”, garantiu.

Depois de prestar depoimento no Fórum de Campo Grande, os policiais – que não tiveram os nomes divulgados -, devem ser reconduzidos ao Comando da Polícia Militar, no Parque dos Poderes, onde devem permanecer presos.

Silvio Ferreira

Comentários

comentários