Policiais civis fazem acordo com o governo e desistem de deflagrar greve

Em Assembleia realizada na manhã deste sábado (13), os Policiais Civis decidiram não realizar greve após o governo estadual se comprometer em atender boa parte das reivindicações. Dentre elas pode-se destacar a melhoria na Lei Orgânica da Polícia Civil como aposentadoria e os critérios para promoção.

Categoria fez assembleia neste sábado. (Foto: Sinpol/Divulgação)
Categoria fez assembleia neste sábado. (Foto: Sinpol/Divulgação)

Para isso foi criada uma comissão composta por diretores do Sinpol-MS e filiados que se comprometeram a elaborar ,juntamente com a administração estadual, a forma e o modelo a serem adotados. A expectativa é que as alterações já comecem a vigorar no ano de 2016.

O presidente do Sinpol-MS, Alexandre Barbosa, lembra que desde março o sindicato estava em negociação e que graças a mobilização da classe o bom resultado foi alcançado. “A categoria está dando um crédito de confiança ao governador Reinaldo Azambuja de que ele quer valorizar os policiais civis e por isso decidiram não realizar a greve”, afirmou Barbosa.

Outra reivindicação atendida foi a de aumentar o efetivo da Polícia Civil com a convocação de cerca de 170 remanescentes do último concurso. “Com mais efetivo a população será a maior beneficiada, pois terá mais segurança em seus lares”, concluiu Barbosa.

Comentários

comentários