Polícia prende trio que vendia cocaína para caminhoneiros em lava-jato

Policiais da Delegacia Especializada em Repressão ao Narcotráfico (Denar), prenderam na última quinta-feira (29), três pessoas acusadas de vender cocaína para caminhoneiros em um lava-jato na Capital.

Wander Lima da Silva, conhecido como “Pelé”, era dono do lava-jato. Ele, a mulher, Dayane Guimarães Mendes, 29 anos, e o funcionário Tiago Dias Vieira, 33 anos, comercializavam a droga para caminhoneiros que levavam os veículos ao local.

Wander, Dayane e Aleandro. Foto: Reprodução
Wander, Dayane e Aleandro. Foto: Reprodução

Segundo o delegado João Paulo Sartori, o trio foi localizado após investigações. “Esse tipo de crime é comum no Estado. Após uma série de investigações fomos até o lava-jato no bairro Paulo Coelho Machado e encontramos o trio. Porções da droga também foram encontradas”, relatou.

No mesmo dia a polícia também prendeu o caminhoneiro Aleandro Lúcio da Silva, 28 anos. Além de comprar a droga no lava-jato, Aleandro, que era motorista de um caminhão tanque, também furtava o combustível que carregava para revender para outras pessoas. Na semana anterior, ele foi flagrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) com uma pistola calibre 380.

Combustível era furtado por Aleandro. Foto: Reprodução
Combustível era furtado por Aleandro. Foto: Reprodução

Após serem ouvidos, Wander, Dayane e Aleandro foram liberados pela justiça durante audiência de custódia. Apenas Tiago permanece preso porque contra ele havia um mandado de prisão pelo furto de um carro de um policial militar. Eles responderão por tráfico de drogas e associação criminosa.

Aleandro também responderá pelo furto de combustível e crime ambiental, por manter o líquido em local impróprio.

Kerolyn Araújo

Comentários

comentários