Polícia prende quadrilha especializada em roubar veículos em residências

O SIG (Serviços de Investigações Gerais) da Polícia Civil desmantelou uma quadrilha especializada em fazer famílias reféns em residências para roubar veículos em Dourados e região. Cinco foram presos, quatro estão foragidos, além de três adolescentes apreendidos na Unei (Unidade Educacional de Internação) que são acusados de envolvimento com o grupo.

Integrantes da quadrilha acusada de roubar carros em residências (Foto: Osvaldo Duarte)
Integrantes da quadrilha acusada de roubar carros em residências (Foto: Osvaldo Duarte)

Os primeiros a serem apreendidos por assalto foram os adolescentes de 14, 16 e 17 anos de idade, moradores dos bairros Jardim Flórida, Altos de Indaiá e Jardim Novo Horizonte. Durante as investigações – que começaram em janeiro -, o SIG descobriu o envolvimento deles com a quadrilha e foi chegando aos poucos aos demais integrantes. Alguns foram presos no decorrer dos trabalhos e outros numa operação realizada pelo SIG nesta quinta-feira (17).

Em Nova Alvorada do Sul, foi preso Valderi Mariano de Moraes, 298, conhecido como “Polaco”, que mora naquela cidade; e em Naviraí, Diego Vinicius Pedro de Souza, 20. Já em Dourados, foram presos Renan Vinicius Assunção Dias, 18, morador do Centro; José Marcondes de Campos Rodrigues, 19, morador do bairro Jardim Clímax; e André Luiz da Silva dos Reis, 21, natural de Ribeirão Preto, conhecido como “Pesadelo”. Este último não tinha residência fixa, mas “parava” pela Vila Cachoeirinha.

Continuam foragidos Juliano Alex Escobar, 22, Jackson Alves da Silva, 22, Diego Marques Rodrigues, 19 e Fernando do Nascimento dos Santos. A polícia continua com as buscas para encontra-los.

De acordo com o SIG, já foi constatada a participação da quadrilha em pelo menos quatro roubos de veículos praticados a residências em Dourados e Itaporã. No entanto, continua sendo investigada a participação deles em mais crimes semelhantes.

Nenhum veículo roubado nestes casos foi recuperado, pois já haviam sido levados ao Paraguai e vendidos. A única exceção é uma moto, que estava com os adolescentes no momento em que foram apreendidos. (Com Informações Dourados News)

Comentários

comentários