Trio assalta mulheres e esbanja dinheiro na balada

Policiais da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (Derf), prenderam na manhã de ontem três homens que cometeram um roubo na noite de quarta-feira (23), na Capital.

Segundo o delegado Carlos Delano, responsável pelas investigações, Gabriel Fernandes Ferreira, 18 anos, Renan Alves Alpires, 19 anos e Julio Cesar Peralta dos Santos, 21 anos, roubaram duas mulheres que estavam em um ponto de ônibus em frente ao cemitério Santo Antônio. “Eles estavam em um veículo Gol, quando passaram e viram as vítimas. Gabriel, que estava conduzindo o veículo, parou o carro um pouco a frente e Renan e Julio desceram e cometeram o roubo. Eles fugiram levando as bolsas e os celulares das vítimas”, contou o delegado. No crime, os bandidos usaram uma pistola 6.35.

Trio foi preso após cometer roubo em frente ao cemitério Santo Antônio. Foto: Ivan Silva
Trio foi preso após cometer roubo em frente ao cemitério Santo Antônio. Foto: Ivan Silva

Após o roubo, o trio foi até um caixa eletrônico e sacou R$ 1 mil da conta de uma das vítimas, já que a senha do cartão estava na bolsa. Posteriormente, os bandidos foram até um bar nas proximidades da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, onde consumiram bebida alcoólica com o dinheiro das vítimas. Renan e Julio foram embora e Gabriel seguiu para um outro bar na cidade.

Na manhã de quinta-feira (24), os investigadores da polícia estavam na região central da cidade investigando um outro caso, quando avistaram cinco homens dentro de um veículo Gol com o som alto. Os policiais abordaram Gabriel, que estava conduzindo o carro. Durante abordagem foi constatado que ele estava embriagado. No Gol, os investigadores também encontraram o cartão de banco de uma das vítimas. Os quatro jovens que estavam junto com o autor estavam de carona voltando de um bar. 

Os policiais foram até a casa e Renan e Julio, ambos no Jardim Paulista, onde eles foram presos. A arma utilizada no crime e os celulares roubados foram encontrados na casa de um amigo de Julio, que está sendo investigado. Gabriel e Renan não possuíam passagem pela polícia. Julio tem passagens por roubo, furto, ameaça e tráfico de drogas e foi solto do sistema prisional em julho deste ano.

Gabriel responderá por embriaguez, roubo e associação criminosa, já Renan e Julio pelos dois últimos crimes. A polícia está investigando se eles praticaram outros roubos na Capital.

Kerolyn Araújo

Comentários

comentários