Polícia paraguaia continua buscas pelos assassinos de Jorge Rafatt

De acordo com informações do site ABC, o saldo do enfrentamento mortal que aconteceu em Pedro Juan Caballero, fronteira com Ponta Porã na noite dessa quarta-feira, dia 15, foi a morte de Jorge Rafatt Toumani, 05 feridos sendo um policial e mais 03 assassinos mortos, alem de sete pessoas que foram detidas, informações dadas pelo comissário Leoncio Ozuna, chefe da Policia de Amambay.

Carro de Raffat após o ataque
Carro de Raffat após o ataque

Ainda de acordo com Ozuna, existe a suspeita de que vários autores do crime estejam escondidos em prédios da cidade, já que cerca de 100 pessoas participaram do tiroteio, sendo que desses, 30 faziam a segurança de Rafatt e o restante seriam os autores do homicídio.

LEGISTA

Jorge Rafaat morreu na hora , sem qualquer chance de escapar do ataque que recebeu vários tiros de armas de fogo de alto impacto. Morreu ” sem ação para defender “, disse o legista que examinou o corpo.

“Sua morte foi instantânea, nenhuma evidência de que ele tentou sair do seu veículo, nenhuma evidência de que ele tentou se esquivar deitar no chão. Ele sentou-se ali, olhando para a frente, faleceu no momento e nenhuma força de ação para se defender “, descreveu Marcos Prieto, que, juntamente com a equipe de Criminalística conduziu o corpo inquérito e inspeção.

Jorge Rafaat recebeu 16 tiros de armas de alto impacto, oito dos quais atravessaram seu corpo. Ele morreu de traumatismo craniano com perda de tecido cerebral, disse o legista. Sobre os rumores de que Rafaat foi submetido a cirurgia, o legista negou.

Jorge Rafaat, conhecida como uma fronteira empresário de sucesso, foi morto ontem à noite em um filme de ataque em uma operação de comando envolvendo dezenas de pessoas. Rafaat tinha sido processado pelo justiça brasileira por tráfico de drogas.

ra8 ra6 ra5ra7ra2 ra3 ra4

Comentários

comentários