Polícia liberta campeã de jiu-jitsu mantida em cárcere privado pelo marido

No final da tarde de ontem, a Polícia Civil de Ivinhema prendeu em flagrante um homem de 27 anos que estava mantendo sua convivente presa na residência do casal, utilizando-se de uma espingarda para ameaçá-la e impedi-la de deixar o local.

PM e PC estiveram no local. - Foto: Ivinoticias
PM e PC estiveram no local. – Foto: Ivinoticias

Conforme apurou o Site Ivinoticias, após a prisão, os investigadores libertaram a jovem de 22 anos que é campeã estadual e pan-americana de jiu-jitsu, e o filho, conduzindo-os para a Delegacia com seus pertences.

De acordo com o informado pelo Delegado Titular Ricardo Cavagna, por volta das 17h30min, um homem ligou na Delegacia e informou que sua filha estava sendo mantida em cárcere privado pelo convivente em uma casa no Bairro Triguinã.

“Naquele momento, acionamos a equipe do SIG que estava em diligências pelas ruas e os investigadores deslocaram-se imediatamente para atender a ocorrência”, disse o Dr. Ricardo.

Os policiais civis chegaram no local e observaram que a vítima estava no quintal da frente da casa chorando e o seu convivente ao seu lado.

Ao tentarem falar com a vítima, o autor entrou na residência e voltou com uma das mãos no bolso, momento em que os policiais deram ordem para que ficassem em posição para busca pessoal.

O indivíduo, também lutador, se negou e partiu em direção aos policiais, derrubando-os ao chão e lesionando-os, mas foi dominado.

Logo em seguida, equipes da Polícia Civil e da Polícia Militar chegaram em apoio.

Foram procedidas buscas na residência, sendo que no quarto do autor e da vítima foi encontrada uma espingarda municiada, pronta para o disparo.

A vítima informou aos policiais que aquela espingarda era a arma que o autor estava utilizando para ameaçá-la e impedi-la de deixar o local.

A arma de fogo foi apreendida e a vítima encaminhada a Delegacia de Polícia Civil onde ficou sob proteção até a chegada de seu pai para levá-la para outra cidade do Estado.

Os investigadores lesionados foram encaminhados ao hospital local e receberam atendimento médico e exame de corpo de delito.

Já o autor foi autuado em flagrante pelos crimes de sequestro/cárcere privado, posse irregular de arma de fogo, ameaça, desacato, desobediência, resistência e lesão corporal praticada contra os investigadores que saíram lesionados da ocorrência.

“A equipe do SIG está de parabéns, pois agindo sozinhos e cumprindo com coragem suas funções, enfrentaram e solucionaram um crime grave que poderia ter terminado em tragédia, mas sobretudo libertaram a vítima que foi entregue a seus familiares”, comentou o delegado.

Comentários

comentários