Polícia identifica autores de latrocínio na Duque de Caxias; três estão foragidos

Policiais da Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos (Derf), identificaram os autores do latrocínio contra o técnico agropecuário Carlos Guilherme dos Santos Bertoldo, 30 anos, assassinado com um tiro no peito no último domingo (24), na Avenida Duque de Caxias. Willian de Jesus Souza, 22 anos, Anderson Ricardo de Arruda Silva, 27 anos, um homem identificado como “Bimbim” e um adolescente de 16 anos, acusados do crime, estão soltos.

Carlos chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu. Foto: Reprodução
Carlos chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu. Foto: Reprodução

De acordo com o delegado Reginaldo Salomão, Carlos estava com a esposa em um veículo Fiat Strada em um posto de gasolina, quando quatro homens em duas motocicletas chegaram ao local e anunciaram o assalto. “Carlos estava fora do veículo com a mulher e disse que os bandidos poderiam levar tudo”, relatou. Antes de entrar carro, os bandidos colocaram a mulher da vítima dentro do automóvel, com a intenção de levá-la junto. “Nesse momento, para defender a esposa, Carlos colocou a mão dentro do veículo, pegou um facão e atingiu Willian no braço”, explicou Salomão.

Willian foi localizado na casa onde mora, no Jardim Carioca. Foto: Divulgação
Willian foi localizado na casa onde mora, no Jardim Carioca. Foto: Divulgação

Willian, que era o único do grupo que estava armado, sacou um revólver calibre 38 e disparou aproximadamente cinco tiros contra a vítima. Após o crime, eles fugiram sem levar o veículo. Carlos foi socorrido e encaminhado à Unidade de Pronto de Atendimento (Upa) da Vila Almeida, mas já chegou ao local sem vida.

Ainda no domingo, a polícia deu início às investigações e, na quarta-feira (27), com a ajuda do Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança, localizou Willian. Ele estava com um curativo no braço, ferimento causado pela facada de Carlos, e disse aos policiais que havia caído de moto. O suspeito foi encaminhado para a delegacia, onde foi reconhecido pela mulher da vítima.

Na quarta-feira, a polícia solicitou um pedido de prisão temporária contra Willian, mas ela foi negado pela justiça.Willian acabou confessando o crime e os outros três envolvidos foram identificados.

Ainda segundo o delegado, os quatro envolvidos no crime são nordestinos e moravam no Jardim Carioca. Eles pretendiam roubar pelo menos dois veículos, levar para Cuiabá, trocar as placas e, posteriormente, vender ou usar para traficar drogas. Anderson, Bimbim e o adolescente estão foragidos.

Um novo pedido de prisão preventiva foi solicitado, já que Willian confessou o crime. A polícia aguarda a decisão da justiça.

Kerolyn Araújo

Comentários

comentários