Polícia Civil prende 16 pessoas durante três dias de operação na Capital

A Polícia Civil de Campo Grande realizou entre os dias 17 e 19 de março, a primeira fase da Operação PCMS 2016, que visou coibir crimes de roubos e furtos na Capital. Durante os três dias, mais de 100 policiais participaram da ação e 16 pessoas foram presas.

De acordo com o delegado Luiz Alberto Ojeda, da Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos (Derf), a operação foi desencadeada devido ao grande número de roubos e furtos registrados em 2015, que foram superiores ao ano de 2014. A operação foi realizada em 21 bairros das regiões do Anhanduizinho e Bandeira.

Durante a operação, foram cumpridos mandados de prisão, além de prisões por roubos, furtos, receptações, tráfico de drogas e associação criminosa. A polícia também desvendou um crime envolvendo um furto de 15 toneladas de carne.

Três dias de operação resultou em 16 prisões. Foto: Kerolyn Araújo
Três dias de operação resultou em 16 prisões. Foto: Kerolyn Araújo

Segundo Ojeda, o motorista do caminhão de um frigorífico da Capital e mais quatro pessoas foram presas após a polícia descobrir o furto de uma carga de carnes. No dia 17 deste mês, o motorista informou à polícia que havia sido assaltado em Cascavel, no Paraná, e toda a carga de carne havia sido furtada.

Após investigações, a polícia descobriu que o motorista e mais quatro pessoas haviam vendido as carnes em açougues da Capital. Elas estavam sendo comercializadas ilegalmente e sem nenhuma documentação.

A intenção da Polícia Civil é de que outras operações como essa sejam realizadas no decorrer do ano.

Kerolyn Araújo

Comentários

comentários